Adolescente é levada para hospital após aborto e pai do bebê é preso por estupro

Menina mentiu idade para manter relações com pai do bebê, mas acabou gravida e tomou remédio abortivo

Imagem ilustrativa

Um homem de 26 anos foi preso nesse sábado (12) acusado de estupro de vulnerável após uma adolescente de 13 anos, com quem ele teve relação sexual, ser internada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bairro Pascoal Ramos, em Cuiabá, por ter praticado um aborto.

O caso teve início quando a adolescente foi levada para o hospital e contou para a profissional de saúde que havia feito um teste de gravidez, que deu positivo, e resolveu tomar uma medicação abortiva. Em seguida, ela passou mal e procurou a unidade de saúde.

Como a menina tinha apenas 13 anos, a Polícia Militar foi acionada. Os policiais conversaram com a adolescente, que contou que teve relações sexuais com o pai do bebê duas vezes e mentiu a idade para ele, dizendo ter 16 anos.

Ela indicou o local de trabalho do homem e os policiais foram até o lugar, onde ele foi encontrado. Questionado, ele confirmou ter mantido relações com a adolescente, mas disse que ela havia falado ter 17 anos.

O homem acabou preso e encaminhado ao Plantão da Delegacia de Defesa da Mulher, onde o caso foi registrado como estupro de vulnerável, devido à idade da adolescente.

A menina ficou sob cuidados médicos. O pai dela disse à polícia que ficou sabendo que quem indicou o remédio abortivo para ela foi uma tia que mora em outro Estado. Isso também será investigado pela Polícia Civil.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBitcoin é seguro?
Próximo artigoEducação: mais de 6 mil profissionais receberam a 1ª dose em Cuiabá