Adolescente é acusado de abusar sexualmente do vizinho de sete anos

Ele ainda ameaçava a criança, afirmando que se ela contasse sobre os abusos iria usar uma vassoura para machucá-la

(Divulgação)

Um adolescente de 12 anos foi acusado, no início da noite desse segunda-feira (8), de abusar sexualmente do vizinho de apenas sete anos de idade. Os abusos aconteceriam quando a criança saía para brincar com o vizinho, no Bairro Jardim Presidente I, em Cuiabá.

Conforme o boletim de ocorrência, a mãe da vítima começou a reparar que o filho estava com atitudes estranhas, muito nervoso e às vezes irritado dentro de casa. Ela então conversou com a criança, que relatou que estava sendo abusada.

O adolescente, segundo o boletim de ocorrência, introduzia os dedos no ânus da criança quando os dois estavam brincando. Para que o menino mantivesse segredo, o adolescente dizia que, se ele “contasse para alguém, iria enfiar um cabo de vassoura em seu ânus”.

Também para deixar o menino assustado, o vizinho o teria trancado em um cômodo e colocou um filme de terror para ele assistir.

Assim que soube dos abusos, a mãe da vítima procurou a mãe do adolescente e relatou o ocorrido.

Depois, ela foi até o Conselho Tutelar em busca de auxílio e, por fim, em companhia de uma conselheira tutelar, procurou a Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica) nessa segunda-feira (8), onde o caso foi registrado como estupro de vulnerável.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

  1. Avatar Tem que dar uma boa sova deste adolescente de 12 anos pena que aqui no Brasil as leis são brandas se fosse na América este taradinho ia apodrece na cadeia.

    Tem que dar uma boa sova neste taradinho safado espírito de porco.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorChinesas prendem cabelo no teto para não dormirem enquanto estudam
Próximo artigoHomens são presos com R$ 4 milhões camuflados em caminhonete