Adiamento do Enem

Prefeito de Cuiabá declarou que não deve intervir na aplicação das provas e que decisão cabe governo federal

Agência Brasil

A Prefeitura de Cuiabá declarou, por meio de assessoria, que não deve intervir na aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e pedir o adiamento das provas. Em todo o Brasil, estudantes pedem o adiamento do exame, que acontece presencialmente nos domingos (17) e (24), em função do agravamento da pandemia de covid-19 no país.

“O Enem é organizado pelo governo federal, sendo assim o município entende que compete a essa esfera a responsabilidade sobre todas as decisões acerca das provas”, declarou.

Em Parintins, no Amazonas, o prefeito suspendeu a aplicação das provas por causa da covid-19.

Para a Prefeitura de Cuiabá, cabe ao município estabelecer as medidas de biossegurança a serem cumpridas e isso tem sido feito por meio dos decretos editados.

“Nesse caso, por exemplo, existem determinações como uso obrigatório de máscara, limitação do número de pessoas nas salas, distanciamento entre uma cadeira, e disponibilização de álcool 70%”, finaliza.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMãe denuncia ex após filha passar ano novo com o pai e perder parte dos cabelos
Próximo artigoHomem de 44 anos é acusado de embebedar e depois estuprar adolescente em MT