Acrimat prestigia posse da Frente Parlamentar da Agropecuária

A Acrimat se uniu a outras 41 entidades representativas do setor de produção de alimentos do país para prestigiar a posse do novo presidente da FPA, deputado Alceu Moreira

Foto: Assessoria

A Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat) se uniu a outras 41 entidades representativas do setor de produção de alimentos do país para prestigiar a posse do novo presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), deputado federal Alceu Moreira. A solenidade de posse, que reuniu mais de 800 pessoas, ocorreu em Brasília, na noite desta terça-feira (19).

As entidades fazem parte do Instituto Pensar Agro e foram exaltadas pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, que definiu o setor como a locomotiva da economia do país. Ele lembrou ainda da nomeação da ministra Tereza Cristina para o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) como o reconhecimento da importância da FPA, que até então era liderada pela ministra.

“São desafios, trabalho de sol a sol, de segunda a segunda. São homens e mulheres responsáveis pelo nosso PIB. Por isso, contem com alguém que está ao lado de vocês para que possam ter a devida segurança jurídica para poder plantar e produzir”, discursou Jair Bolsonaro durante a posse da FPA.

Para o presidente da Acrimat, Marco Túlio Duarte Soares, a representatividade do agronegócio brasileiro é incontestável. “Termos um presidente, uma ministra e toda uma bancada que reconhecem a importância do setor é uma conquista, não apenas por vir à posse, fazer um discurso motivador, mas principalmente por defender e dar condições para que os produtores tenham mais segurança na atividade”, afirmou Marco Túlio.

Segundo a ministra da Agricultura, a FPA mudou o destino do país. “A Frente lá atrás deixou de ser setorial e se uniu para também fazer política. Não existe outra frente como a FPA”, discursou Tereza Cristina. Já o recém empossado presidente da frente, Alceu Moreira, reforçou que é preciso ouvir o setor, pessoas que pensam soluções, unido a quem tem poder de decisão. “A FPA é uma ferramenta de solução de vida coletiva para povo brasileiro e precisa ter a responsabilidade de envolver todos os atores do setor”.

A Acrimat também foi representada pelos 1º e 2º vice-presidentes da entidade, Amarildo Merotti e Luis Fernando Amado Conte, respectivamente, pela diretor financeiro, Oswaldo Pereira Ribeiro Júnior, da diretora-executiva, Daniella Bueno, e pelo diretor técnico, Francisco Manzi.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCondenado por corrupção, João Emanuel deixa a prisão e vai advogar
Próximo artigoDefesa de médica que atropelou verdureiro pode acessar imagens de acidente