Ações práticas para os empresários sobreviverem ao lockdown

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

Primeiro de tudo, peço desculpas se o título parece agressivo demais.

Porém é preciso sacudir um pouco o mercado. Venho falando há um tempo, o que os empresários precisam ter para conseguir sobreviver em meio a pandemia? Coragem, ser um caçador de inovações, ousadia e criatividade.

Não dá mais para ter uma gestão amadora, o que eu quero dizer, é profissionalizar a gestão, é preciso ter métricas, objetivos, índices, onde você quer chegar? Se você não sabe dizer, vai estar fadado a falhar e levará seus colaboradores juntos.

Mas, calma não precisa se desesperar, mas é preciso correr. Vamos entrar em um período em que medidas mais rígidas serão tomadas e você não pode ser impactado pelo caos. Uma vez que estiver pronto para ele, você sobreviverá.

Busque conhecimento, existem diversos materiais que podem te ajudar, eu posso te ajudar, seus colaboradores podem te ajudar.

Agora que ações práticas, podemos ter durante o período que você não poderá abrir a sua loja? No lockdown? Ou durante toda a pandemia? Da pequena a grande empresa?

Anote seus custos

Recomendo primeiro anotar as despesas e receitas dos próximos meses. Separe os valores por tipo, priorizando os gastos fixos e enxugando os variáveis. Empréstimos, por exemplo, podem ser uma boa alternativa para manter algumas empresas funcionando, mas é preciso estar atendo aos juros e carência para começar a pagar, tendo em vista a redução da taxa Selic realizada na última reunião do Copom no dia 17/06/2020.

Introduza o delivery

Novamente eu volto a destacar a possibilidade dos deliverys para bares, restaurantes e supermercado. Se você não pode ter seus clientes no local, ofereça um serviço de entrega, nem que seja o mais simples possível, basta dedicação, cuidado e compromisso, lembrando, muito cuidado com o prazo de entrega, cumpra o combinado!

A abertura de canal de vendas online, pode ser desde uma conta no Instagram, Facebook a um canal no WhatsApp.

Use e abuse da criatividade

Esse conselho pode até parecer clichê, mas é importante. Por exemplo profissionais fitness como personal trainer, podem vender serviços por vídeo chamada, passar series de exercícios. Cabeleireira, vender produtos que utiliza.

A confecção de máscaras que deu oportunidade a diversas donas de casa, e profissionais da costura.  Vejam bem, estou listando diversas ações, independente do tamanho da empresa.

Aproveite o seu conhecimento

Pegue seu conhecimento e transforme em cursos, com internet você pode pesquisar diversas formas de transformar seu conteúdo em e-books, cursos, basta ter uma câmera boa no celular, ou saber editar vídeos. Professores, uma chance de fazer aulas por vídeo chamadas também, consultorias online. Profissionais da criação, podem te auxiliar nessa parte.

Faça aliados

Outra ação que pode ser feita é estar próximo as entidades do setor, juntos somos mais fortes. Assim se torna mais fácil cobrar ações do governo, negociar com bancos e sindicatos, que são ações muito importantes nesse momento.

Antecipe férias dos colaboradores

Se você for dono ou gestor de uma empresa, antecipar férias pode ser uma boa opção, você evita o aglomerado dos colaboradores e ainda reduz os custos mensais. Os ajustes de acordos coletivo, de forma temporária também é uma boa ação a ser feita.

Faça promoções

Esse é o momento das promoções, produtos com pouca saída, produtos com média saída, podem ser uma ótima opção para aliviar o estoque, dá possibilidade de diversificar o mix de produtos, incremento de receita e geração de fluxo de caixa.

Crie vouchers com seu produto/ serviço

Se a sua loja precisar fechar, uma alternativa é vender antecipado vouchers de roupas, de produtos ou até serviços, para as pessoas comprarem e utilizarem depois que estiver novamente funcionando. Assim você consegue manter certo fluxo em caixa.

Outros modelos de negócios

Mude a estratégia do seu negócio, utilize modelos de negócio mais atrativo. Atualmente está sendo muito utilizado pelos grandes players do mercado o modelo omnichannel, clipping e dropshipping.

Considerando que hoje tudo está interligado, o modo como nos interagimos com a internet, tem ditado o novo normal. O fato é, que hoje, os clientes encaram o comercio eletrônico como uma simplificação das rotinas, querem comprar o que quiser, de onde estive e quando quiser.

Aproxime-se do seu cliente interno e externo. Mantenha contato com o seu cliente, todos queremos ser ouvidos, receber atenção, estamos preocupados, e sua marca, empresa precisar ouvir essas pessoas, são seus clientes, são seus colaboradores. As redes sociais são uma ótima ferramentas.

O último “Relatório Zendesk de Tendência para Experiência do Cliente para 2020”, revela que os clientes buscam mais agilidade, rapidez e transparência, querem que suas demandas sejam atendidas com urgência, por isso, sentem mais confortáveis para usar os canais online.

E lembre-se, aumente seus processos de higienização, cuide do seu maior ativo, as pessoas que trabalham com você e estão com medo do que pode acontecer.

Juntos podemos enfrentar esse momento, sofrendo o menos possível. Mas precisamos agir, não podemos ficar parados esperando algo acontecer.

Sem criatividade, apoio de seus colaboradores e principalmente ações, um lockdown pode trazer um fechamento total para sua marca.

  1. Quem tiver interesse no “Relatório Zendesk de Tendência para Experiência do Cliente para 2020”, me encaminhe um e-mail , [email protected] que eu enviarei.

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorLadrões invadem igreja evangélica e fazem um limpa
Próximo artigoA emergencialidade das compras e a prudência do gestor público

O LIVRE ADS