Ações do Gefron retiram de circulação mais de 580 quilos de drogas no fim de semana

O montante é resultado do trabalho repressivo de três dias; além dos entorpecentes, o grupamento apreendeu armas e veículos

Foto: Gefron MT

O Grupo Especial de Segurança na Fronteira (Gefron-MT) apreendeu, no final da tarde desse domingo (07), 40 quilos de drogas e prendeu dois homens. A ação ocorreu durante patrulhamento na Estrada do Buriti, região de Vila Cardoso, em Porto Esperidião (320 km a Oeste de Cuiabá). Somente em três dias, o grupamento apreendeu mais de 584 quilos de drogas.

Por volta das 17 horas de domingo, a equipe do Gefron avistou dois veículos que trafegavam no sentido Bolívia – Brasil. Ao indicar sinal de parada, os dois condutores obedeceram. Durante revista veicular foi encontrado em um dos carros um compartimento oculto com 40 quilos de drogas.

Aos policiais, o condutor do veículo confirmou que o entorpecente foi carregado na Bolívia e o destino da droga seria o município de Rondonópolis. Disse ainda que pelo transporte da carga receberia o pagamento de R$ 10 mil.

Diante dos fatos, os dois homens foram conduzidos para a Polícia Federal de Cáceres (220 km de Cuiabá) e os dois veículos foram apreendidos.

Outras apreensões

No início da tarde da sexta-feira (05), uma ação conjunta entre as forças de segurança de Mato Grosso, Polícia Federal e Força Aérea Brasileira (FAB) interceptou uma aeronave com mais de 490 quilos de cocaína. A droga foi carregada na Bolívia e o piloto não tinha plano de voo autorizado.

A aeronave adentrou o território mato-grossense e quando passava por Primavera do Leste (240 km ao Sul de Cuiabá), foi dada ordem de descida, o que foi descumprido. Neste instante, um tucano A-29, da FAB, começou a seguir e, somente no município de Fernandópolis, em São Paulo, o piloto pousou a aeronave.

Os suspeitos e os bens apreendidos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Federal em Jales, Estado de São Paulo. Os presos devem responder por tráfico internacional. As investigações vão apurar qual o destino da droga.

O Gefron faz patrulhamento nos 983 km de faixa de fronteira entre o Brasil e a Bolívia.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorConvenção virtual para eleição 2020 esbarra em falta de internet nos municípios
Próximo artigoALMT: oposição não consegue articular chapa e Botelho deve ser reeleito