Ação social irá repaginar a sala dos enfermeiros no pronto-socorro de Cuiabá

Natalia Rubio está reunindo profissionais e empresas que queiram contribuir no enfrentamento da pandemia

A arquiteta Natalia Rubio está em busca de profissionais e empresas interessados em encarar um novo desafio: tornar as salas de descanso dos enfermeiros do Pronto-socorro de Cuiabá e de hospitais públicos  mais acolhedoras. Quem estiver disposto a colaborar pode procurá-la nas redes sociais – arqnataliarubio – ou contribuir na vaquinha on line.

Com a intervenção, tanto profissionais da saúde como pacientes serão beneficiados. Entre as vantagens já comprovadas estão aumento da produtividades, sentimento de bem estar, integração das equipes, bem como prevenção de doenças e afastamentos dos servidores.

De acordo com a arquiteta, que estuda neuroarquitetura,  é possível com poucos recursos e conhecimento técnico atenuar o estresse do dia-a-dia do profissional, que está sendo altamente demandado durante a pandemia e não deixa de ser humano quando entra no hospital.

“Ele enfrenta a sobrecarga e ainda se preocupa com os familiares que ficaram em casa. Um pressão grande intercalada com curtos períodos de descanso”, avalia Natália.

Na linha que segue, ela defende o uso de  biofilia e luminotécnica para recriar no imaginários cenários que remetem a sentimentos como, paz, calma, amor e até mesmo um pouquinho de casa.

Em que fase está o projeto

Na segunda-feira (20), houve uma reunião entre Natalia, o diretor do Hospital Municipal de Cuiabá, Alexandre Belloto, e o médico Eduardo Andraus Filho. O projeto foi apresentado e teve o apoio das lideranças da unidade.

Belloto falou que o pronto-socorro está precisando muito deste tipo de trabalho porque a inauguração foi recente, sendo assim, as salas ainda estão muito frias e precisando da humanização.

Ele chegou a citar uma série de espaços disponíveis para receber o trabalho e ainda ofereceu outros, como uma área destinada ao convívio de pacientes e acompanhantes da ala infantil.

“Tem gente que precisa ficar um tempo longo e queremos ter um ambiente para eles descansarem um pouco. Quem sabe assistir um pouco de televisão ou ler um livro?”, expõe.

Belloto também se colocou à disposição para colaborar no que a equipe precisar, inclusive com apoio técnico dos trabalhadores de manutenção já existentes na instituição.

Ele e o médico Eduardo Andraus Filho, que também participou do encontro, reafirmaram que, nos últimos meses, o número de atestados de afastamento apresentados é muito grande, o que inclusive levou o PS a criar uma comissão para analisar a questão.

Depois da reunião, a arquiteta marcou uma visita quarta-feira (22) para fazer o diagnóstico do primeiro local a ser trabalhado, bem como a mensuração da área para realização do projeto.

Em seguida, será a vez de bater de porta em porta atrás de parceiros que também estejam interessados em apoiar a ação social.

Como surgiu a ideia

“Eu fechei o meu escritório por conta do isolamento social e muitos dos meus trabalhos estão paralisados. Comecei a ficar angustiada e acompanhando os noticiários percebi que precisava fazer algo”, lembra a profissional.

Conversando com outros membros do grupo de estudos de neuroarquitetura, Natália viu que, em outras capitais, eles estavam se reunindo e fazendo ações solidárias com a reforma dos espaços, chamados de sala de descompressão.

Em Porto Alegre (RS), por exemplo, alguns hospitais já foram beneficiados. Eles tiverem ambientes que eram frios, mal organizados e até mesmo insalubre transformados.

“Eles conseguiram adaptar os mobiliários, modificar iluminação e criar ambientes, o que gerou mais conforto”, explica Natália.

O trabalho, hoje em uso, foi concluído graças a solidariedade das pessoas comuns. Profissionais liberais, comerciantes e quem de alguma forma pode se doar.

A ideia da arquiteta é fazer a mesma coisa em Cuiabá. Ela já fez um simulação dos recursos que poderiam ser empregados, mas lembra que cada caso é um caso e a solução depende do diagnóstico.

Serviço

Quem quiser cooperar com a ação poder entrar em contato com a arquiteta pelas redes sociais dela – @arqnataliarubio – e pelo telefone – (65)9 8169-4758.

Também foi aberta uma vaquinha on line, clique aqui e participe.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPlataforma ajuda varejistas da construção civil a vender on-line durante pandemia
Próximo artigoSecretaria confirma sétima morte pela covid-19 em Mato Grosso

O LIVRE ADS