Abafa Amazônia: operação contra crimes ambientais soma R$ 60 milhões em multa

Apesar das multas, governo informou que infratores podem tentar conciliação

Secretários de Meio Ambiente e Segurança Pública, Mauren Lazzaretti e Alexandre Bustamante (Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

O combate às queimadas e ao desmatamento ilegal em Mato Grosso resultou na aplicação de R$ 60 milhões em multa e prisão de seis pessoas até o momento. A informação foi repassada pela secretária de Estado de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti, nesta sexta-feira (30).

No dia 19 de agosto, o governo lançou a Operação Abafa Amazônia, com o objetivo de combater crimes ambientais. Isso porque, conforme o governador Mauro Mendes (DEM), a maior parcela das queimadas registradas no Estado seriam provocadas pela ação do homem.

Segundo o balanço apresentado à imprensa, desde o início da operação, foram mais de 2.260 ocorrências atendidas. Cerca de 500 homens atuam na operação, que também conta com apoio de 115 viaturas.

No início da semana, seis pessoas foram presas em flagrante, no município de Nova Bandeirantes (990 km de Cuiabá). Conforme a secretária da Sema, elas estavam realizando desmatamento ilegal.

“O que seria [no local desmatado] não tem como a gente prever, mas nossas ações estão concentradas em áreas não autorizadas”, explicou a secretária.

Lazzaretti também comentou a respeito da aplicação das multas. Segundo ela, não há estimativa sobre quando o dinheiro deve entrar para o Estado. Ela explicou que os infratores poderão pedir conciliação.

De acordo com o governo, as ações estão sendo realizadas em todo o estado, com ênfase na região noroeste, onde a incidência de queimadas tem sido maior.

Leia também:

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSeis mulheres já confirmaram ser vítimas de acusado por transmitir HIV
Próximo artigoGoverno prorroga período proibitivo de queimadas e suspende autorizações para desmatamento

O LIVRE ADS