A testemunha de Selma

O futuro secretário-geral da presidência, Gustavo Bebbiano, será testemunha de Selma Arruda no processo que responde no TRE

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

A senadora eleita por Mato Grosso, juíza aposentada Selma Arruda (PSL), indicou o futuro secretário-geral da presidência da República, Gustavo Bebbiano, como testemunha de defesa no processo que ela responde no Tribunal Reginal Eleitoral (TRE) por suposta prática de caixa 2 na campanha rumo ao Senado.

A indicação de Bebbiano, que é presidente Nacional do PSL, foi divulgada nesta terça-feira (27), em coluna do Jornal O Globo.

Selma Arruda foi processada pelo publicitário Junior Brasa, da agência Genius, com quem rompeu contrato no início de setembro. Ele cobra o pagamento de R$ 1,16 milhão da ex-cliente, que seria referente a serviços prestados e não pagos e multa. Brasa acionou também os suplentes da chapa de Selma, Gilberto Eglair Possamai e Cléire Fabiana Mendes.

Além disso, a juíza aposentada também foi acusada de abuso de poder econômico e caixa 2 pelo então adversário na disputa pelo Senado Sebastião Carlos (Rede). Na ação, ele juntou cópias de cheques pessoais emitidos por Selma para a agência de Brasa para pagar despesas da pré-campanha, no valor total de R$ 700 mil.

A senadora eleita nega as acusações e diz que os pagamentos que efetuou à agência Genius antes da campanha foram gastos pessoais para sua preparação.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorIncêndio de grandes proporções atinge comércio na avenida Miguel Sutil – veja vídeos
Próximo artigoMissão chinesa vistoria frigoríficos em Mato Grosso para habilitação