A rejeição, a comunicação e a saúde

O governador Pedro Taques disse que optou por investir em saúde e não em comunicação

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O governador e candidato à reeleição Pedro Taques (PSDB) voltou a culpar a comunicação por seu alto índice de rejeição em pesquisas de intenção de voto, em entrevista ao programa O Bom da Notícia, na tarde desta quarta-feira (26). O tucano reconheceu, no entanto, que a falta de comunicação foi uma opção do governo, que escolheu investir em saúde.

“Não é problema da equipe de comunicação do governo. Isso não chegou à população porque nós não fizemos a comunicação, pois não tínhamos dinheiro. Eu escolhi entre a comunicação e a saúde”, declarou o governador.

Taques ressaltou ainda que a maioria dos Estados gasta entre 1% e 1,5% da receita corrente liquida com comunicação, sendo que Mato Grosso poderia ter investido R$ 140 milhões, o que representaria 1%.

“Nós não gastamos isso, nós fizemos uma opção. Quando você tem pouco dinheiro, você tem que fazer uma opção e nós não pagamos a imprensa. O que fizemos não foi divulgado, isso é fato. Agora que o cidadão está tomando conhecimento do que foi feito, a rejeição tem caído”, disse.

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorÁrvores são derrubadas na PGJ
Próximo artigoMercado do Porto vai ser reformado e ampliado ainda este ano, diz prefeitura