A partir desta terça, governador está proibido de conceder aumento aos servidores

A partir desta terça-feira (10), o governador Pedro Taques (PSDB) está proibido de conceder aumento de salário aos servidores públicos do Estado. A vedação está entre as regras previstas na legislação eleitoral para o período que antecede as eleições.

Conforme a Lei nº 9.504, conhecida como Lei das Eleições, uma das condutas vedadas aos agentes públicos em campanhas eleitorais é a atualização dos salários 180 dias antes da data da votação, que neste ano será em 7 de outubro.

A exceção é para aumento correspondente à recomposição da perda salarial do ano do pleito, ou seja, a vedação não tem impacto sobre o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA).

O objetivo é evitar que o eleitor seja influenciado na escolha dos candidatos e, caso descumprida, a legislação prevê sanções como a suspensão imediata da conduta vedada, aplicação de multa e possibilidade de cassação do registro de candidatura ou do diploma.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFabio Garcia avisa que DEM não será coadjuvante nas eleições
Próximo artigoNoite “anos 80” agita Cavernas Bar com DJs, banda e projeções

O LIVRE ADS