A nova “Sérgio Moro”

Gabriela Hardt já atuava nos casos da Operação “Lava-Jato” durante ausência de Sérgio Moro

Foto: Reprodução

Responsável pelo julgamento de casos da “Lava-Jato”, o juiz federal Sério Moro aceitou, nesta quinta-feira (1º/11), o convite do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), para comandar o superministério da Justiça.

Com o afastamento de Moro, a Lava-Jato, que segue na Justiça Federal do Paraná (PR), deve ficar a cargo da juíza substituta Gabriela Hardt.

A magistrada já atuava nos casos da Operação Lava-Jato durante a ausência do futuro ministro – e, comenta-se, é tão ou mais rigorosa que o titular.

Já Sérgio Moro, por meio de nota, destacou que, para evitar controvérsias desnecessárias, deve se afastar de novas audiências.

LEIA MAIS:

Moro aceita convite de Bolsonaro para comandar o superministério da Justiça

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFaça o que eu digo…
Próximo artigoLeilões terão continuidade no governo Bolsonaro, diz Moreira Franco