“A eleição está chegando e já tem político tentando me calar”, diz Taques

O governador e pré-candidato à reeleição, Pedro Taques (PSDB), fez comunicado na rede social sobre a decisão, acompanhado de um desabafo

Foto: Suellen Pessetto/ O LIVRE

Após a Justiça Eleitoral determinar que retirasse do seu perfil no Instagram todas as publicações que contenham publicidade institucional do Governo do Estado, o governador e pré-candidato à reeleição Pedro Taques (PSDB) fez um comunicado na rede social na noite desta segunda-feira (16) sobre a decisão, acompanhado de um desabafo.

O governador lembrou que criou seu perfil no Instagram em 2010 e sempre interagiu com a população, o que, na sua visão, o diferencia de “outros políticos que buscam contato com o cidadão somente em época de eleição”.

“Agora, a eleição está chegando e já tem político tentando me calar nas redes sociais, buscando bloquear judicialmente os canais que já existem – e não são de hoje. Pra mim, isonomia é não sumir da população. Isonomia é compartilhar a verdade e, não, tentar apagá-la”, diz em trecho da publicação.

Taques disse ainda que vai cumprir a determinação judicial e apagar algumas postagens, mas que manterá o canal aberto. “Nosso contato por aqui segue firme e forte como a minha disposição em continuar dialogando por um Mato Grosso cada vez melhor”.

A decisão do juiz Ricardo Gomes de Almeida, do Tribunal Regional Eleitoral, atendeu à ação do diretório regional do PDT, presidido pelo deputado estadual Zeca Viana. O magistrado deu três dias para o governador apagar as postagens.

No processo, o PDT relatou que apesar dos sites institucionais do Estado terem retirado do ar as matérias e propagandas que poderiam enaltecer a gestão do governador, Taques manteve em seu perfil na rede social dezenas de fotos com peças publicitárias do Governo.

Confira a publicação do governador

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEstado de Mato Grosso não deve autorizar desmates na APA Cabeceiras do Rio Cuiabá
Próximo artigoSarau das Minas terá Preta Rara, poesia e artes visuais na Casa Cuiabana