A cada 630 pessoas que entram em Várzea Grande, uma tem suspeita de covid-19

Em quatro dias, barreira sanitária nos principais acessos à Região Metropolitana de Cuiaba permitiu identificar 11 pessoas com sintomas

(Foto: Assessoria)

Há quatro dias com barreiras sanitárias nas principais vias de acesso à cidade – Trevo do Largarto, Avenida Júlio Campos e Mário Andreazza – a Prefeitura de Várzea Grande abordou 11 pessoas com sintomas da covid-19 tentando entrar no município.

Desse total, nove foram encaminhadas à unidade de saúde e três se recusaram a seguir as orientações dos agentes. Nesses casos, um termo de responsabilidade precisa ser assinado.

Neste período, 7.081 pessoas já passaram pelas barreiras e 4,3 mil veículos foram parados.

(Foto: assessoria)

Os números apontam para uma média: a cada 630 pessoas que entram no município, ao menos uma é suspeita de ter contraído o vírus.

Para o secretário de Saúde de Várzea Grande, Diógenes Marcondes, as barreiras sanitárias permitem acompanhar exatamente isso: saber quem é da cidade e está voltando ou quem é de fora e pode ser um possível propagador da covid-19.

“Uma das mais importantes ferramentas neste momento de pandemia é a informação, por isso, é importante sabermos e monitorarmos aqueles que apresentam algum sintoma ou já têm a confirmação da covid-19″.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorQuarentena obrigatória foi o que interrompeu o controle da pandemia, diz prefeito
Próximo artigoAproveite os sabores da vida, mas sem bagunça na cozinha!