7 fatos sobre o Dia do Trabalhador que você não conhecia

Feriado? No dia do trabalho? Tá bom, é uma data que merece mesmo muita celebração

Imagem: Freepik

Que é feriado, todo mundo sabe. Mas o dia 1º de maio conta com grande carga histórica e, por isso, foi escolhido para celebrarmos o Dia do Trabalhador em (quase) todo o mundo. Por isso, preparamos uma lista de alguns fatos bastante importantes que você (ainda) pode desconhecer.

1. Nasceu de um protesto

O Dia Mundial do Trabalho, ou Dia do Trabalhador, foi criado em 1889 por um congresso socialista em Paris, capital da França, em homenagem a um protesto realizado em Chicago, nos Estados Unidos, no dia 1º de maio de 1886.

Foi através desse protesto que diversas normas trabalhistas se tornaram regras para diversas empresas.

Uma das reivindicações mais importantes foi a redução da jornada de trabalho de 13 para 8 horas diárias. O protesto acabou em violência entre manifestantes e policiais e ficou conhecido como a Revolta de Haymarket.

2. EUA preferiram outra data

O interessante é que os Estados Unidos – e também o Canadá – parece não ter gostado muito desse dia.

Por lá, o Dia do Trabalho é conhecido como Labour Day e só é comemorado na 1ª segunda-feira de setembro.

3. Datas bem diferentes

Mas não foi só os Estados Unidos que preferiram outra data. Na Austrália, a data varia de Estado pra Estado.

Neste ano, o Dia do Trabalho foi comemorado pela Austrália Ocidental em 2 de março. Já os Estados Victoria e Tasmânia celebraram a data no dia 9 de março. E o território Norte do país vai comemorar em 4 de maio e o restante no dia 5 de outubro.

4. Demorou, mas chegou!

No Brasil, o 1º de maio só foi oficializado como Dia do Trabalho, ou do Trabalhador, em 1925, por um decreto de Artur Bernardes, ex-presidente do país.

Um delay de “só” 36 anos.

5. “Presente” importante

Em 1941, no Brasil, a data foi usada para marcar a criação da Justiça do Trabalho. Até hoje, um elo importante do Poder Judiciário destinado exclusivamente a resolver conflitos entre patrões e empregados.

6. Dia de comemoração

Em 1940, o presidente Getúlio Vargas utilizou o dia 1° de maio para anunciar um novo salário mínimo.

Curiosamente, Vargas acabou tornando o feriado em uma data festiva e não mais de luto pelo sacrifício dos trabalhadores americanos.

7. Feriado?

A Bahia permaneceu por 55 anos sem comemorar a data do 1º de maio, pelo menos, não do jeito que se comemora hoje.

É que os governadores acreditavam ser uma enorme contradição conceder folga justamente no Dia do Trabalho. Realmente, a lógica não ajuda muito.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior0800 da Saúde recomenda ir a hospital só quando quadro é gravíssimo
Próximo artigoAutônomos, mas não desamparados

O LIVRE ADS