67% dos cuiabanos ainda pretende presentear as mães e o comércio comemora

Expectativa é que, mesmo com a pandemia, as vendas sejam melhores que no mês de abril

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

O isolamento social resultou em uma crise econômica em todo o país, mas quando o assunto é o Dia das Mães – comemorado no próximo domingo (10) -, pelo menos os cuiabanos vão dar um jeito.

De acordo com uma pesquisa da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), 67% dos entrevistados afirmaram ter a intenção de presentear suas mães. E o valor médio dos presentes deve girar em torno de R$ 180.

A data comemorativa é a segunda mais rentável para o comércio, perdendo apenas para o Natal. E a expectativa neste ano é que, mesmo com a pandemia, as vendas sejam melhores que em abril, dando um fôlego aos comerciantes.

Os itens mais requisitados são roupas, sapatos, bolsas, flores, perfumes e cosméticos.

“Mesmo com todo o cenário que estamos vivendo, com um prejuízo ainda incalculável para a economia e mesmo que abaixo do ideal, é uma data que poderá gerar alívio para alguns comerciantes”, afirmou o superintendente da CDL Cuiabá, Fábio Granja.

Em nível nacional, a porcentagem de filhos que vão presentear as mães é de 85%. O aumento nas vendas é explicado pela importância da data diante do isolamento social.

Alternativas

Em Cuiabá, o comércio está de portas abertas das 10h às 16h.

Além das vendas presenciais, os lojistas estão oferecendo canais online, delivery e até drive-thru como opções.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorLonge do Senado, Selma está politicamente ativa e disposta a ser “cabo eleitoral”
Próximo artigoLimite nas exportações

O LIVRE ADS