44% renovada: “figurões” da Câmara de Cuiabá ficam sem mandato

Além de não conseguir uma reeleição, muitos amargaram uma derrota avassaladora, sem votos suficientes sequer para uma suplência

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Vereadores em Cuiabá tidos como prestigiados em decorrência da expressiva votação em 2016, neste ano, não conseguiram se reeleger, passando longe de repetir o êxito nas urnas. O caso mais emblemático é do vereador Toninho de Souza (PSDB).

O vereador mais votado de Cuiabá na eleição passada, com 5.620 votos, desta vez, ele somou apenas 885.

Outro que sofreu uma hecatombe nas urnas foi o atual presidente da Câmara Municipal,  Misael Galvão (PTB). Segundo mais votado em 2016, com 5.095 votos, ele obteve agora somente 1.749, amargando a segunda suplência do PTB.

O título de ex-presidente também não ajudou Justino Malheiros (PV) – filho do ex-deputado estadual João Malheiros. Ele registrou 1.257 votos, sendo que, em 2016, foi eleito com 2.917.

Figura cativa na Câmara de Cuiabá, o vereador de terceiro mandato Ricardo Saad (PSDB) também não será mais visto por lá. Conquistou apenas 1.045 votos, um número bem distante dos 4.043 do pleito passado.

E a disputa também não foi nada bem para o atual líder do prefeito. Luis Cláudio (PP) – que só assumiu uma vaga na Câmara porque Paulo Araújo renunciou para exercer mandato  deputado estadual – até teve uma votação considerável, 3.001 votos, mas não suficiente para ser eleito. Novamente, estará na suplência.

Confira a lista completa dos vereadores que não foram reeleitos:

  • Toninho de Souza (PSDB) – 885
  • Misael Galvão (PTB) – 1.749
  • Justino Malheiros (PV) – 1.257
  • Luis Claudio (PP) – 3.001
  • Dr Xavier (PTC) – 1.428
  • Ricardo Saad (PSDB) – 1.605
  • Vinicyus Hugueney (SD) – 2.120
  • Adilson Levante (PSB) – 2.037
  • Clebinho Borges (PSD) – 1.234
  • Delegado Marcos Veloso (PV) – 1.427
  • Orivaldo da Farmácia (PP) – 1.054

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

2 COMENTÁRIOS

  1. Se manuel pinheiro seguir com esse comportamento falando mal do Abilio, ele vai tomar uma lavada no segundo turno que ele vai ficar louco. Quem é o manuel pra falar mal do Abilio; uma pessoa que robou do estado colocando dinheiro no palito quer falar mal de quem tem uma vida limpa, ele esta asinaldo sua sentencia.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMercado de automóveis começa a se recuperar dos efeitos da Covid-19
Próximo artigoHomem joga carro contra Ministério da Justiça