30 mil m²: Prefeitura de Cuiabá inaugura Parque das Nascentes

Do local foram retirados 100 caminhões de lixo; 1,5 mil mudas de árvores foram plantadas

Depois da retirada de todo o lixo – o suficiente para encher 100 caminhões – que encobria a nascente do Córrego Gumitá e do plantio de 1,5 mil mudas de árvores nativas, além de obras que incluem uma pista de caminhada, academia ao ar livre, playground e espaço para os pets, a Prefeitura de Cuiabá inaugurou o Parque da Nascente – Yone de Azevedo Campos.

A solenidade aconteceu na noite de quinta-feira (16), no espaço de aproximadamente 30 mil metros quadrados localizado entre os bairros Morada do Ouro I e II (na Grande Morada da Serra). Entre os presentes, o ex-governador de Mato Grosso e ex-prefeito de Cuiabá, Frederico Campos, viúvo de Yone de Azevedo Campos, homenageada que dá nome ao parque.

A obra é fruto de parceria entre Prefeitura de Cuiabá, Ministério Público Estadual, Águas Cuiabá, Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Instituto Ação Verde e o Poder Judiciário. No local, foi construída ainda uma passarela de contemplação e executados os serviços de iluminação, jardinagem e paisagismo, assim como a instalação de bancos e lixeiras, e feita a recuperação das vias do entorno.

“Este é o conceito da nossa gestão. Democratizar a qualidade de vida que essas áreas de lazer oferecem para a população. Os grandes parques já existentes são maravilhosos, mas atingem uma população restrita. Por outro lado, Cuiabá possui várias áreas lindas, que podem ser mais bem utilizadas. Fiz o compromisso de expandir esses espaços e levá-los para mais próximo da daquele morador que reside em bairros afastados da região central”, destacou o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB).

Ponto de partida

Idealizador do projeto Água Para o Futuro, o promotor da 17ª Promotoria de Justiça de Defesa da Ordem Urbanística e do Patrimônio Cultural, Gerson Barbosa classificou a entrega do parque como uma iniciativa histórica. Isso porque, segundo ele, a recuperação da nascente do Córrego Gumitá, mapeada pelo projeto como Nascente 83, foi o ponto de partida para intervenções em outros 215 mananciais já identificados.

“Lembro-me que Cuiabá possuía mais de 50 córregos propícios para banho e, hoje, temos menos de 20. O Água Para o Futuro tem buscado mudar essa realidade. O poder público está fazendo sua parte, mas é necessário que a população também entenda seu papel dentro do processo de preservação. Esperamos que, com esse trabalho, o cidadão aprenda a preservar outras áreas”, pontuou.

O nome

Nascida em 12 de dezembro de 1925, em Campos, no Rio de Janeiro, Yone de Azevedo Campos foi casada com o ex-governador de Mato Grosso e ex-prefeito de Cuiabá, Frederico Campos. Como primeira-dama, tornou-se uma das pioneiras em criação de políticas sociais.

Atuou, de 1979 a 1983, como secretária da Fundação de Promoção Social, no governo do Estado. Posteriormente, de 1989 a 1992, deu continuidade ao trabalho, na Prefeitura de Cuiabá.

Faleceu no dia 13 de abril de 2000, deixando dois filhos: Frederico Carlos Soares Filho e Newton Azevedo Soares Campos.

(Com assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPokémon: Detetive Pikachu já tem sequência nos planos da Warner
Próximo artigoJustiça autoriza desembargador que vendeu sentenças a sair da cadeia