20 anos do 11 de Setembro: Conheça Padre Mychal Judge, uma das primeiras vítimas do atentado

Servindo como capelão do Corpo de Bombeiros, o sacerdote de 68 anos correu ao World Trade Center assim que soube da primeira colisão

(Foto: Georgia Maciel / Pexels)

Em 11 de setembro de 2001, o mundo sofria um dos maiores impactos de sua história: o ataque terrorista islâmico ao World Trade Center, na cidade de Nova Iorque. Durante esses 20 anos que se seguiram, inúmeras homenagens foram prestadas em honra às vítimas e aos heróis daquele evento.

Um exemplo é o próprio Memorial e Museu Nacional do 11 de Setembro, onde, entre outras exibições, há duas cascatas artificiais situadas exatamente no local em que as torres estavam erguidas. Nos parapeitos de bronze ao redor desse monumento é possível ver os nomes das vítimas gravados. Um desses nomes é o de Mychal Judge, frade franciscano e padre, a primeira vítima identificada dos ataques. As informações são do site Sempre Família.

Nascido no Brooklyn em 1933, Mychal fez os votos perpétuos na Ordem dos Frades Menores aos 25 anos e foi ordenado sacerdote três anos depois. Em 1986, foi designado para a igreja de São Francisco de Assis, em Manhattan – onde, em sua juventude, conheceu os franciscanos.

Em 2001, servindo como capelão do Corpo de Bombeiros de Nova Iorque, o sacerdote de 68 anos correu ao World Trade Center assim que tomou conhecimento da primeira colisão com um dos prédios do complexo, a torre norte. No local, encontrou Rudolph Giuliani, prefeito da cidade na ocasião, que rogou a Mychal para que rezasse pelas vítimas. O padre não só atendeu ao pedido, como também ofereceu ajuda a todos os que estavam padecendo naquele caos.

Atingida minutos mais tarde, a torre sul foi a primeira a desabar. Os destroços atingiram a cabeça do frade, que servia no lobby da torre norte. “Jesus, por favor, pare isso agora!”, dizia Padre Mychal antes de ser atingido, segundo um fotógrafo do corpo de bombeiros. A imagem de seu corpo sendo retirado da área do World Trade Center  é marcante. Deixaram-no na igreja de São Pedro, diante do altar, a poucos metros do complexo e, após exames para confirmar sua morte, o presbítero foi denominado como a “vítima 0001” ao atentado.

Tendo sido um fiel que ofereceu sua vida de maneira livre e voluntária por caridade ao próximo, aceitando a morte certa heroicamente, Padre Mychal Judge, conhecido por sua vida de oração perseverante, pode ser beatificado pela Igreja Católica.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDano ambiental: Justiça embarga 11 loteamentos no Coxipó do Ouro
Próximo artigoEm Cuiabá, Eduardo Leite pede votos pelo fim da polarização entre Bolsonaro e Lula