13 anos de lei: Maria da Penha fará palestra em Cuiabá na sexta-feira

Evento terá participação de especialistas que falarão sobre os avanços trazidos pela legislação

Foto: Viktor Braga/UFC

O “Colóquio dos 13 anos de Maria da Penha”será realizado na sexta-feira (9) no Teatro Zulmira Canavarros em Cuiabá. O evento terá entre os palestrantes a própria Maria da Penha, que é símbolo do combate a violência contra a mulher.

A programação inicia às 9h com a abertura e segue com diversas palestras proferidas por especialistas no assunto da violência doméstica e familiar. A palestra de destaque será com a própria Maria da Penha, às 17h, encerrando o evento e contando sobre sua história de vida e como transformou uma tragédia pessoal em bandeira de luta.

Segundo a desembargadora Maria Erotides Kneip, responsável pela Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar (Cemulher) do Tribunal de Justiça, o que ocorreu após a vigência da Lei Maria da Penha no Brasil, especialmente em Mato Grosso.

“De lá para cá, muitas vidas foram poupadas. Temos sim o que comemorar. Mas o que poderia ter melhorado mais, quais foram os avanços? Essa discussão é a proposta do colóquio”, comentou a desembargadora.

Desembargadora Maria Erotides Kneip (Esquerda) e a primeira-dama, Virginia Mendes (direita) – Foto: Assessoria

O Colóquio Maria da Penha é uma realização da Associação Brasileira de Mulheres de Carreira Jurídica de Mato Grosso (ABMCJMT) e conta com o apoio do Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), do Tribunal de Justiça e de diversos outros parceiros.

As inscrições já foram encerradas e o participante deverá levar também 1 kg de alimento não perecível para acesso ao Colóquio, que será destinado a Casas Abrigos de Cuiabá e Várzea Grande, que acolhem mulheres vítimas de violência doméstica e familiar com os filhos e filhas.

(Com assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMudança improvável
Próximo artigoJaguatirica que matava galinhas é resgatada e solta em mata

O LIVRE ADS