10 Conceitos Fundamentais da Boa Política: Determinação, por Marcos Troyjo

Como exemplo negativo dessa característica, Troyjo destaca a opção de Lula, que não tocou as reformas que dizia serem importantes

Marcos Troyjo será o mediador do evento (Foto: Divulgação)

No segundo vídeo da série os 10 Conceitos Fundamentais da Boa Política, o ex-diplomata e professor da renomada Columbia University Marcos Troyjo aborda um tema caro aos principais líderes históricos: determinação. O conceito, na sua visão, é ter “a coragem de seguir adiante mesmo tendo que enfrentar grandes desafios”. Este é o segundo capítulo da série de 10.

[featured_paragraph]Como exemplo contrário a essa característica, Troyjo trouxe o exemplo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que, mesmo tendo reconhecido a necessidade das reformas Tributária, Trabalhista e da Previdência durante a campanha de 2002, não levou essas reformas a cabo uma vez instalado na presidência.[/featured_paragraph]

“Ele preferiu aproveitar a onda internacional do boom das commodities, que parecia fazer crer que o período de bonança do Brasil continuaria para sempre”, avaliou.

(Foto: Werther Santana/Estadão Conteúdo)

O LIVRE, em parceria com Marcos Troyjo, apresenta a série 10 Conceitos Fundamentais da Boa Política. A sequência de vídeos e artigos a respeito do tema pretende auxiliar os leitores do LIVRE na hora de fazer escolhas políticas conscientes. Troyjo, ao longo dos dez vídeos que serão publicados às segundas e quartas, vai abordar cada um dos dez pontos.

Confira os outros capítulos da série que já foram publicados:

O LIVRE e Marcos Troyjo apresentam: 10 Conceitos Fundamentais da Boa Política

10 Conceitos Fundamentais da Boa Política: Liderança

Veja o vídeo:

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAplicativo dá transparência e dificulta abusos no Facebook
Próximo artigoGlifosato no Brasil: cientista afirma que não há correlação entre o produto e doenças