20 de maio de 2017 - 15:42

MT tem 54 crianças e adolescentes na fila para adoção

Número de pretendentes é grande, mas perfil etário desejado é minoria

da Redação

pautas@olivre.com.br

Jana Pessoa/Setas

adoção

Pretendentes desejam adotar crianças de colo, mas, na fila para adoção, maioria tem entre 13 e 17 anos


Mato Grosso tem 54 crianças e adolescentes na fila do Cadastro Nacional de Adoção (CNA). E mais de 700 pretendentes habilitados na lista de espera. A solução, que no campo dos números parece simples, é na prática bem mais complicada.

A principal barreira é o desencontro entre o perfil de quem aguarda uma família e aquele imaginado por quem deseja adotar. "A grande maioria das crianças não está no perfil idealizado pelos pais", avalia o secretário de Trabalho e Assistência Social, Max Russi.

Atualmente, na fila para adoção em Mato Grosso, há 23 meninas e 31 meninos -a maioria adolescentes, com idades entre 13 e 17 anos. Os pretendentes, porém, buscam criancas muito jovens.

"É necessário realizar ações para aumentar a sensibilização da população em geral e também dos pais que estão na fila de adoção, para que sejam mais flexíveis na hora de adotar", disse.

Em 2016, 18 crianças e adolescentes foram adotados em Mato Grosso. Atualmente, de acordo com o CNA, há 7.158 crianças aptas à adoção e 38 mil interessadas em adotar no país.

Campanha
Para divulgar e incentivar a medida, será realizada neste domingo, às 17h, no Parque das Águas, a Caminhada da Adoção. O evento abre uma semana de eventos dedicados ao tema.

A ação é uma parceria do Conselho da Criança e Adolescente (Cedca), Associação Matogrossense de Pesquisa e Apoio à Adoção (Ampara) e Comissão da Infância e Juventude da OAB-MT. O Cedca é vinculado à Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas-MT).

(Com Assessoria)

Leia mais