20 de abril de 2017 - 12:25

Ministério Público promete reagir contra extinção de parque Ricardo Franco

Decreto legislativo foi aprovado em primeira votação nesta quarta-feira

da Redação

pautas@olivre.com.br

O Ministério Público Estadual anunciou que irá tomar "todas as medidas cabíveis" para impedir a concretização da proposta, liderada pela Assembleia Legislativa, de extinção do Parque Estadual da Serra de Ricardo Franco, em Vila Bela da Santíssima Trindade (540 km de Cuiabá).

Clique aqui para saber como foi a votação na Assembleia

Em nota encaminhada pela assessoria de imprensa, a Procuradoria de Defesa Ambiental e da Ordem Urbanística qualificou o decreto legislativo nº 2/2017, aprovado em primeira votação nesta quarta-feira, como um "retrocesso".

“Uma proposta totalmente contrária ao princípio constitucional do Não Retrocesso Ambiental”, avaliou o titular da procuradoria, Luiz Alberto Esteves Scaloppe, em trecho da nota. "Uma minoria será beneficiada em detrimento de todo o Estado."

De acordo com Scalloppe, a possibilidade de extinção do parque causou reação imediata da Associação Brasileira dos Membros do Ministério Público de Meio Ambiente. “Esse assunto, que tanto nos envergonha, será apresentado  à Rede Latino Americana de Ministério Público Ambiental. Não vamos nos calar diante desse retrocesso que fere de morte a Constituição Federal”, afirmou.

De acordo com a nota, representantes do Ministério Público em Cuiabá, Vila Bela da Santíssima Trindade e  Cáceres vão se reunir na segunda-feira (24) com o Vice-Governador do Estado,  Carlos Fávaro, e com o Procurador-Geral do Estado, Rogério Galo.

O objetivo será "definir estratégias que possam barrar a  proposta de extinção e garantir o manejo do Parque e a efetivação de sua regularização".

Galeria: As belezas do parque Serra de Ricardo Franco

Leia mais