15 de abril de 2017 - 06:55

Mendes: "Taques será julgado em 2018 pelo que fez"

Ex-prefeito reconhece a liderança e a preferência do governador para a disputa majoritária

Noelma Oliveira

, Da Redação

noelma.oliveira@olivre.com.br

Ednilson Aguiar/O Livre

Mauro Mendes, encontro do PSB

Mauro Mendes, encontro do PSB

O ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB), reconhece que o governador Pedro Taques (PSDB) tem a preferência no grupo político para disputar a reeleição no próximo ano. "Por estar no cargo, certamente, tem o direito de pleitear. É a lógica política", contextualiza o aliado. 

Ele acrescenta que o PSB reconhece o trabalho de Taques, mas considera cedo para falar sobre o processo. "É o grande líder dentro do Estado e tem todas as condições para trabalhar, apresentar resultados e pleitear o cargo que ocupa hoje”, disse Mendes. 

Segundo Mendes, tem muita coisa para acontecer e muito resultado para entregar. Ele aponta ainda que a reeleição é mais um plebiscito. Mauro diz que, no caso desta disputa, a população não olha apenas o que candidato vai prometer, mas fará uma análise do que foi feito, como se comportou e dos resultados que serão entregues. “Ele (Taques) será julgado pelo que fez e quem for candidato pela primeira será julgado pela capacidade de inspirar sonhos”, sintetiza.

Mendes é citado como um dos principais nomes à disputa majoritária para 2018. As facções do partido mais ligadas ao governo apostam no seu nome para concorrer ao cargo de senador. O socialista não descarta e espera os desdobramentos da conjuntura política local.   

O PSB é aliado de Taques desde a primeira eleição dele ao Senado, em 2010. Em 2014, a parceria continuou com o apoio ao tucano para o governo de Mato Grosso. Nas duas eleições, Taques concorreu pelo PDT.

O PSB mantém a indicação de dois secretários (Agricultura Familiar e Assistência Social) no primeiro escalão, além de outros cargos no governo. Ex-secretários da gestão Mendes em Cuiabá também fazem parte do staff de Taques.

Veja mais