14 de novembro de 2017 - 12:49

Governo de MT paga hoje servidores que ganham até R$ 10 mil líquidos

Previsão é quitar folha de outubro até a próxima segunda-feira

Laíse Lucatelli

, da Redação

laise.lucatelli@olivre.com.br

Ednilson Aguiar/O Livre

Júlio Modesto

Secretário de Gestão, Júlio Modesto: governo deposita hoje outra parte dos salários

O secretário de Gestão (Seges), Julio Modesto, anunciou aos membros do Fórum Sindical, em reunião no fim da manhã, que o governo está depositando nesta terça-feira (14) os salários dos servidores estaduais que ganham entre R$ 5 mil e R$ 10 mil líquidos. Desse modo, 9.036 pessoas receberão o salário hoje, e ainda faltarão 3.371 funcionários, que ganham acima desse valor.

A previsão do governo é terminar de pagar a folha na sexta (17) ou na segunda-feira (20). Uma nova reunião já está agendada para a sexta, e Modesto prometeu anunciar a decisão. “Vamos buscar todos os esforços para liquidar o mais breve possível”, disse ele aos servidores.

O secretário informou que R$ 67 milhões serão depositados hoje. O valor de R$ 10 mil líquidos, segundo Modesto, representa um salário bruto em torno de R$ 14 mil – acima, portanto, das primeiras projeções feitas ontem, que era pagar o salário de quem ganha até R$ 12 mil bruto. O aumento foi possível porque a arrecadação realizada foi um pouco acima do esperado.

Polêmica
O presidente do Sindicato dos Servidores da Saúde (Sisma), Oscarlino Alves, afirmou ao LIVRE que o Fórum Sindical somente foi comunicado pelo governo e não concordou com o pagamento de apenas parte dos servidores que estavam sem receber.

“Nós somos iguais. Todo mundo tem família. Se uma parte recebe e outra não, ficamos expostos. Nesta sala tem muita gente sem receber salário. Faltam delegados, oficiais da Polícia Militar, da Politec. Isso promove automaticamente um racha. Uma divisão, uma insatisfação”, declarou Oscarlino.

O sindicalista cobrou que, ao menos, seja mantida a garantia de pagar os salários no dia 10 do mês seguinte ao trabalhado, para tranquilizar os servidores. “A economia do estado precisa do nosso salário. O comércio já deu mostras que é um banho de água fria não ter o salário do servidor”, disse.

Escalonamento
Na sexta-feira (10), foram pagos os salários de quem ganha até R$ 5 mil líquidos. Segundo o Gabinete de Comunicação, 88% dos servidores se enquadram nessa categoria. A data máxima prevista na Constituição Estadual para o pagamento dos salários é o dia 10 do mês seguinte ao trabalhado. Depois dessa data, os salários têm que ter correção pelo atraso.

Desde o mês de setembro, os salários do Poder Executivo vêm sendo escalonados em função da crise financeira pela qual passa o governo. Naquele mês, a prioridade foram os servidores da Saúde, Educação e Segurança. Na folha de outubro – que ainda está sendo paga –, o governo optou por fazer o escalonamento por faixa salarial, e pagar primeiro os servidores que ganham menos. Esse foi o mesmo critério adotado em alguns meses de 2016.

Leia mais