09 de outubro de 2017 - 08:00

Trump e senador republicano trocam farpas no Twitter

Trump criticou o senador Bob Corker, que recentemente sugeriu que há um "caos" na Casa Branca

da Redação

pautas@olivre.com.br

Facebook/Reprodução

Donald Trump 3


O presidente do Estados Unidos, Donald Trump, e um senador republicano sênior trocaram farpas pessoais no Twitter neste domingo (08), em uma exibição notável das tensões dentro do Partido Republicano. Trump criticou o senador Bob Corker, presidente do Comitê de Relações Exteriores do Senado, que recentemente sugeriu que há um "caos" na Casa Branca e disse que não apoiaria o plano republicano de revisão fiscal, uma das principais prioridades do partido.

O presidente dos EUA escreveu neste domingo que Corker havia anunciado no mês passado que não iria buscar a reeleição porque ele "não teve coragem de concorrer" para o cargo sem o apoio do presidente. "O senador Bob Corker implorou-me para endossá-lo para a reeleição no Tennessee. Eu disse 'NÃO' e ele desistiu (disse que não poderia ganhar sem o meu apoio)", escreveu Trump no Twitter.

Trump também escreveu que Corker queria ser secretário de Estado, mas que ele se recusou a oferecer o cargo. "Por isso, espero que Corker seja uma voz negativa" em relação à agenda presidencial, escreveu.

O senador respondeu pouco depois, escrevendo: "É uma pena que a Casa Branca tenha se tornado uma creche para adultos. Alguém obviamente perdeu seu turno esta manhã".

A equipe de Corker também contestou a conta do presidente sobre a decisão do senador de não buscar a reeleição. Todd Womack, chefe de gabinete de Corker, disse neste domingo que Trump "convocou o senador Corker na tarde de segunda-feira e lhe pediu que reconsiderasse sua decisão de não buscar a reeleição e reafirmou que ele o teria endossado, como disse muitas vezes."

Em meio a relatos de tensões anteriores entre Trump e o Secretário de Estado, Rex Tillerson, Corker disse a repórteres recentemente que esperava que o Tillerson ficasse no Departamento de Estado. "Eu acho que o secretário Tillerson, Mattis e Kelly são as pessoas que ajudam a separar nosso país do caos", disse Corker, referindo-se ao secretário de Defesa, Jim Mattis, e ao chefe de gabinete da Casa Branca, John Kelly. "Eles trabalham muito bem juntos para garantir que as políticas que apresentamos sejam sólidas e coerentes. Existem outras pessoas dentro da administração que não,, na minha opinião", disse Corker.

Corker também definiu os termos para dar seu apoio a uma revisão fiscal, dizendo que não votaria em nenhum plano que aumente o déficit. A revisão fiscal é uma prioridade para Trump e os republicanos do Congresso. O secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, disse que o plano fiscal republicano geraria crescimento econômico mais do que suficiente para compensar o custo.

Trump criticou vários senadores republicanos nos últimos meses, incluindo o líder da maioria do Senado, Mitch McConnell, por seu comportamento frente a legislação de saúde.

A Casa Branca não pôde ser imediatamente contatada para explicar o que provocou os tweets de Trump deste domingo, mas os principais assessores descreveram repetidamente o presidente como um "contragolpeador", que devolve fogo aos seus críticos.
Fonte: Dow Jones Newswires

(Com Agência Estado)