03 de maio de 2017 - 13:46

Trump diz que gostaria de ser um mediador das questões entre Israel e Palestina

Ele disse que os EUA desejam criar paz entre os países que estão em conflito há séculos

Da Redação

pautas@olivre.com.br

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta quarta-feira que ele está comprometido em trabalhar com Israel e com os palestinos para negociação de um acordo de paz entre as duas partes.

Trump recebeu na Casa Branca o presidente da Associação Nacional Palestina, Mahmoud Abbas, e afirmou que gostaria de ser um mediador das questões. Segundo Trump, não haverá paz se os palestinos não tiverem uma voz unificada contra o terror.

Ele afirmou que os EUA desejam criar paz entre Israel e os palestinos e disse que seu governo não tentará impor um acordo de paz no Oriente Médio, mas que apenas irá mediar as negociações.

Abbas, por sua vez, foi crítico de Israel, ao afirmar que "chegou o momento dos israelenses acabarem com a ocupação em nossos territórios". O líder palestino disse que Israel deve reconhecer um Estado Palestino, assim como eles reconhecem Israel.

Abbas disse, ainda, que o atual momento pode ser uma nova oportunidade para um acordo de paz e que os palestinos estão fazendo sua parte ao educar suas crianças sob uma "cultura de paz".

Segundo o presidente da ANP, os palestinos desejam um restabelecimento das fronteiras de 1967, com a Cisjordânia fazendo parte de um futuro Estado palestino independente. Durante a Guerra dos Seis Dias, em 1967, Israel capturou a Cisjordânia e continua ocupando a região. Para Abbas, a solução de dois estados deve ajudar a deter o terrorismo.

(Com Agência Estado)