26 de outubro de 2017 - 17:45

Trump declara crise dos opiáceos "emergência de saúde pública"

Trump, declarou nesta quinta-feira que a crise dos opiáceos é uma emergência nacional de saúde pública - um passo que visa combater a crise que mata quase 100 americanos por dia e expande o acesso a serviços médicos em áreas rurais, entre outras mudança

da Redação

pautas@olivre.com

Reprodução Redes Sociais

Nikki Haley

Nikki Haley e Donald Trump

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarou nesta quinta-feira que a crise dos opiáceos é uma emergência nacional de saúde pública - um passo que visa combater a crise que mata quase 100 americanos por dia e expande o acesso a serviços médicos em áreas rurais, entre outras mudanças.

"Esta epidemia é uma emergência nacional de saúde", disse Trump, em um discurso na Casa Branca, onde lamentou o episódio, que ele disse que não havia poupado nenhum segmento da sociedade americana. "Como americanos, não podemos permitir que isso continue", afirmou.

Os funcionários do governo Trump deixaram claro que a declaração, que dura 90 dias e pode ser renovada, permitirá a eles usar o dinheiro existente para combater melhor a crise. Eles também comentaram que pediriam ao Congresso, durante as negociações orçamentárias de fim de ano, a adicionar mais dinheiro a um fundo de emergência de saúde pública que o Congresso não tem reabastecido por anos. Atualmente, o fundo contém US$ 57 mil, de acordo com o Departamento de Saúde e Serviços Humanos. Fonte: Associated Press.

(Com Agência Estado)