01 de dezembro de 2017 - 15:30

Ex-conselheiro de Trump, Flynn admite na Justiça que mentiu ao FBI

Ex-conselheiro de segurança nacional dos Estados Unidos, Michael Flynn deu declarações falsas em depoimento ao FBI, de acordo com o processo do conselheiro especial Robert Mueller

, da Redação

pautas@olivre.com.br

Facebook/Reprodução

Donald Trump 3

Ex-conselheiro de segurança nacional dos Estados Unidos, Michael Flynn deu declarações falsas em depoimento ao FBI, de acordo com o processo do conselheiro especial Robert Mueller. Flynn deve admitir ainda que contatou um membro da equipe de transição de Trump para discutir o que dizer à Rússia.

Segundo o processo, Flynn disse falsamente ao FBI que não havia pedido ao embaixador russo que evitasse uma escalada na situação, em resposta a sanções impostas pelos EUA contra o país.

Outra mentira de Flynn, de acordo com o processo, ocorreu quando ele disse não se lembrar de o embaixador lhe dizer que a Rússia havia escolhido a moderação, diante das sanções. Flynn também foi acusado de declarar falsamente que não pediu ao embaixador russo para retardar uma votação ou derrotar uma resolução no Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas e que o embaixador posteriormente nunca descreveu qual seria a resposta de Moscou no caso. Fonte: Dow Jones Newswires.

(Com Agência Estado)