O Livre

21 de abril de 2017 - 06h:00

Governo anuncia R$ 800 mi para comercialização de milho

Objetivo é “segurar” o preço da commodity, diante da expectativa de uma safra recorde do cereal no Brasil

Gabriele Schimanoski
da Redação

Assessoria Aprosoja

milho aprosoja.jpg

 

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) liberou R$ 800 milhões para apoiar a comercialização do milho no país. Do montante, R$ 300 milhões serão destinados a contratos de opção de venda para um milhão de toneladas de milho produzidos em Mato Grosso.

O contrato tem como objetivo “segurar” o preço da commodity, diante da expectativa de uma safra recorde do cereal no Brasil. A operação fixará o preço da saca de 60 kg em R$ 17,87. Dessa forma, o produtor poderá vender para a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) caso o preço oferecido esteja mais atrativo do que o mercado.

Nesta semana, o indicador do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) apresentou recuo de 1,8%, com preço médio de R$ 19,80 a saca, anteriormente cotado a R$ 20,02/sc. Esse valor representa uma queda de quase 40% em relação aos preços praticados no mesmo período em 2016, quando a safra teve forte quebra e o mercado puxava os preços para cima.

Outros R$ 500 milhões serão destinados para o Prêmio Equalizador Pago ao Produtor Rural ou Cooperativa (Pepro) e o Prêmio para Escoamento do Produto (PEP). Com estes prêmios, o governo quer garantir o preço mínimo de R$ 16,50 a saca de 60kg ao produtor de milho, sempre que a cotação de mercado estiver abaixo do preço mínimo. As medidas foram publicadas no Diário Oficial da União desta quarta-feira (19).

Mato Grosso

De acordo com o secretário de Política Agrícola do Mapa, Neri Geller, o objetivo do governo é dar uma sinalização de preço futuro para os produtores durante a safra de inverno no estado. “Hoje Mato Grosso é o maior produtor de milho segunda safra, com 40% da produção nacional”, lembrou.

Segundo estimativa da Conab, nesta temporada, os produtores brasileiros deverão colher mais de 91 milhões de toneladas do cereal. Do total, 61,6 milhões de toneladas deverão ser colhidas no inverno e só Mato Grosso deve produzir pouco mais de 24,1 milhões de toneladas de milho safrinha.


Olivre

Visite o website: www.olivre.com.br