12 de fevereiro de 2018 - 14:33

Nova estação de tratamento sofre pane e falta água em Chapada no Carnaval

ETA Dante Martins de Oliveira dobra capacidade de tratamento e prometia acabar com problema antigo

Laíse Lucatelli

, da Redação

laise.lucatelli@olivre.com.br

Christiano Antonucci/Gcom

thelma de oliveira, wilson santos, pedro taques

Chapada sofre com falta d'água há mais de 20 anos; nova estação de água foi inaugurada há menos de um mês

Uma pane no sistema elétrico da nova estação de tratamento de Chapada dos Guimarães (60 km de Cuiabá) causou problemas no abastecimento da cidade, e vários bairros estão sem água desde ontem (11). A previsão é terminar o conserto e restabelecer o serviço na tarde desta segunda-feira (12), segundo informou a assessoria da prefeitura.

A assessoria disse ainda que diversas quedas de energia queimaram as placas do novo sistema de abastecimento. Como o sistema é automatizado, ele parou de funcionar. O problema ocorreu menos de um mês depois da inauguração da nova estação de tratamento de água (ETA) do município.

“É importante esclarecer, também, que sem esse imprevisto, o novo sistema tem capacidade para atender a demanda da cidade, mesmo em períodos de grandes eventos. A prefeitura lamenta, pede a compreensão, agradece a paciência de todos e garante que está trabalhando para melhor atender a população e os visitantes que vieram prestigiar o Carnaval de Chapada dos Guimarães”, diz trecho da nota divulgada pela prefeitura.

Problema antigo
O problema de falta d’água na cidade é crônico, e ocorre há mais de 20 anos sempre que há muita demanda, como em períodos de feriadões e festas. A inauguração de uma nova ETA, no dia 20 de janeiro, prometia resolver o problema.

A ETA Dante Martins de Oliveira – em homenagem ao ex-governador morto em 2006, marido da atual prefeita Thelma de Oliveira (PSDB) – custou R$ 17 milhões e dobra a capacidade de tratamento, passando de 50 para 100 litros por segundo. A obra foi tocada pela Secretaria de Cidades (Secid) de Mato Grosso, com recursos de emenda parlamentar indicada por Thelma em 2010, quando era deputada federal.

Segundo a Secid, a cidade de Chapada dos Guimarães tem cerca de 18 mil habitantes, distribuídos em 20 bairros. Entidades do setor turístico estimam que há pelo menos 3,5 mil casas de veraneio no município, o que aumenta ainda mais o consumo de água.

01 Comentário(s)

Zemane - 12.02.2018

Kkkk ! - Me EXPLICA o que PODE CERTO quando SE UNEM um LADRAO W$ é um INCOMPETENTE PTX !!!! ABSOLUTAMENTE NADA !!!

Leia mais