06 de dezembro de 2017 - 16:15

IFMT deve publicar membros de banca examinadora nos seus concursos públicos

Recomendação é resultado do inquérito civil público, instaurado para apurar supostas irregularidades

da Redação

pautas@olivre.com.br

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT) deverá, em seus próximos concursos públicos, realizar a divulgação da banca examinadora e dos critérios de correção das provas com antecedência. É o que recomenda o Ministério Público Federal em Mato Grosso (MPF).

A recomendação é resultado do inquérito civil público, instaurado pelo procurador da República Alisson Nelicio Cirilo Campos a partir de requerimento de alguns candidatos para apurar supostas irregularidades perpetradas pelo IFMT na realização do concurso público regido pelo Edital nº 70/2015.

No subitem 15.7.3 do Edital nº 70, o IFMT consignou expressamente que “os nomes dos membros que irão compor cada banca examinadora não serão publicados com antecedência à Prova de Desempenho Didático”.

O MPF argumenta na recomendação que a eventual ligação acadêmica ou profissional entre candidatos e integrantes de banca examinadora em concursos públicos para cargos universitários pode gerar questionamentos sobre a lisura do processo seletivo, tendo em vista a inegável proximidade que tais práticas demonstram entre os sujeitos envolvidos.

Dessa forma, foi fixado prazo de 20 dias úteis para o IFMT se pronunciar quanto ao acatamento da recomendação, que deverá ser fixada no mural da instituição, em local de fácil acesso.