14 de fevereiro de 2018 - 17:55

Bebê baleado na UPA passa bem e está “fora de risco”

O pequeno Vitor Hugo Camargo Martins foi atingido no tórax e na mão, ele foi levado à Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Pronto Socorro de Cuiabá na terça-feira em estado grave

Lázaro Borges

, da Redação

lazaro.borges@olivre.com.br

Tiroteio na UPA Morada do Ouro

A criança de seis meses que foi baleada durante troca de tiros na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Morada do Ouro na última terça-feira (13) já está acordada e não corre mais risco de vida. A informação foi repassada pela secretária de Saúde de Cuiabá, Elizeth Araújo, nesta quarta-feira (14) durante coletiva de imprensa. 

O pequeno Vitor Hugo Camargo Martins foi atingido no tórax e na mão, ele foi levado à Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Pronto Socorro de Cuiabá em estado grave. A mãe da criança, Estefani de Camargo Santos, 22 anos, levou um tiro de raspão no ombro e já teve alta.

“Na última visita que fizemos nós vimos que o bebe estava acordado, bem, já se alimentou e está tomando a medicação certinha. Então nós acreditamos que ele está fora de risco e por isso vamos aguardar um pouco para a retirada do projétil”, afirmou Elizeth.

Além de Estefani e do filho também foram baleados a enfermeira Rosimere Sousa da Silva, 51 anos, o agente prisional Dirley de Pinho Pedro, 33 anos, paciente Dayana da Silva Romao, 33 anos, que foi atingida no tórax e está em estado grave. Os demais já receberam alta.

O tiroteio que ocasionou os ferimentos ocorreu quando criminosos tentaram resgatar o detento José Edmilson Bezerra Filho, 31 anos, que está preso no Centro de Ressocialização de Cuiabá (CCC), no bairro Carumbé. Ele responde por oito homicídios e por um sequestro e é apontado como um dos líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC) em Mato Grosso.