03 de agosto de 2017 - 17:00

Neymar assina por cinco anos e é oficializado no Paris Saint-Germain

Foi a negociação mais cara da história do futebol; clube francês desembolsou mais de 200 milhões de euros

Da Redação

pautas@olivre.com.br


O Paris Saint-Germain encerrou a novela e oficializou nesta tarde de quinta-feira a contratação de Neymar como seu novo reforço. Na negociação mais cara da história da futebol, o clube francês desembolsou 222 milhões de euros (aproximadamente R$ 819 milhões) ao Barcelona para acertar com o craque, que assinou vínculo por cinco temporadas com o time parisiense.

A confirmação coloca fim a uma novela que já vinha se estendendo pelas últimas semanas. Depois de uma longa negociação, Neymar deu o parecer favorável ao PSG, que nesta quinta-feira realizou o pagamento de 222 milhões de euros referentes à multa rescisória do atacante com o Barcelona.

Com o valor quitado, o clube francês ficou livre para assinar com a maior contratação de sua história, que visa mudá-lo de patamar e colocá-lo de vez entre os concorrentes ao título da Liga dos Campeões. Nem mesmo a posição da liga espanhola, que rejeitou receber o pagamento da multa rescisória, impediu que o PSG confirmasse o acerto.

A concretização da negociação torna Neymar o jogador mais caro da história do futebol, superando em muito a maior transação, ocorrida no ano passado, quando o Manchester United desembolsou 105 milhões de euros (R$ 387 milhões) para tirar o francês Paul Pogba da Juventus.

Apesar do acerto, o Barcelona prometeu agir para que o PSG seja punido pela Uefa, por considerar que o time violou as regras de fair-play financeiro da entidade europeia. "O clube repassará à Uefa os detalhes desta operação para que determinem as responsabilidades disciplinares que podem surgir deste caso", afirmou.

De toda forma, Neymar é mais um brasileiro em meio a um longo passado de jogadores do País no Paris Saint-Germain. Alguns marcaram época no clube, como Raí, na década de 1990, e Ronaldinho, já nos anos 2000, enquanto outros tiveram passagens mais discretas, como Vampeta, Alex Dias e Aloísio Chulapa.

Com Neymar, o PSG passará a ter cinco brasileiros em seu elenco. O jogador se juntará ao lateral Daniel Alves, com quem atuou justamente no Barcelona, aos zagueiros Marquinhos e Thiago Silva e ao meia Lucas. Isso sem contar o volante Thiago Motta, nascido no Brasil mas naturalizado italiano.

(Com Agência Estado)