24 de agosto de 2017 - 13:41

Judô encerra participação na Universíade com melhor campanha da história

Modalidade conquistou 7 medalhas: com um ouro, duas pratas e quatro bronzes

da Redação

Divulgação/Felipe Hermann/CBDU

Universíade - judô

 

O judô brasileiro conquistou hoje (24) a sétima medalha na Universíade de Taipei ao subir ao pódio na competição por equipes masculina e receber o bronze. O resultado faz com que a participação brasileira em 2017 seja a melhor da história, com um ouro, duas pratas e quatro bronzes.

O Brasil venceu equipes importantes como a França e a Coreia do Sul, perdeu para a Rússia na semifinal e conquistou o bronze em uma disputa em que todos os brasileiros venceram os poloneses.

"A equipe estava bem unida e a gente conseguiu sair com a vitória em todas elas", disse Ruan Isquierdo, que venceu Arkadius Domanski.

Formada por Vinicius Panini, Ruan Isquierdo, Gustavo Assis, Lincoln Keiti e Marcelo Fuzita, a equipe brasileira fez festa no pódio e se despediu da Universíade ainda com as medalhas individuais de Ruan e Vinicius.

O chefe da equipe de judô, Irã Cândido, destacou o trabalho de concentração que a seleção da Universíade teve um mês antes dos jogos.

"Participaram de um treinamento com todas as seleções, dias antes de viajar. Isso deu um impulso maior pra eles. Eles [os atletas universitários] estão conosco há praticamente um mês", disse Cândido, que afirma monitorar os atletas que convocou desde a Liga do Desporto Universitário, que serviu de seletiva para os atletas.

Na segunda-feira (21), Bárbara Timo conquistou a medalha de ouro na categoria até 70kg, e Vinicius Panini ficou com o bronze na de até 81kg. Na terça (22), Eleudis Valentin ficou com a prata na categoria até 52kg e Tamires Crude garantiu o bronze na categoria até 57kg. Ontem foi a vez de Gabriela Shibana receber a prata na categoria até 48kg, e Ruan Isquierdo levar o bronze da absoluto, que permite atletas de qualquer peso.

(Com Agência Brasil)

Leia mais