10 de abril de 2017 - 18:40

Guerra vê Palmeiras favorito na Libertadores: "Será um fracasso se não vencermos"

Mesmo com o respeito ao tradicional adversário, Guerra considerou que o elenco palmeirense é forte

Da Redação

pautas@olivre.com.br

Em coletiva na Academia de Futebol do Palmeiras na manhã desta segunda-feira, o meia Alejandro Guerra se mostrou confiante em relação ao desempenho do time na Copa Libertadores, principal objetivo do clube alviverde neste início de temporada. Para ele, perder o campeonato neste ano representaria um fracasso para o clube. "É uma equipe para ser campeã da Libertadores. Se não formos campeões, será um fracasso. Temos jogadores com muita técnica, muita sabedoria, mas temos que mostrar em cada partida", disse.

Campeão do torneio em 2016 com o Atlético Nacional, da Colômbia, Guerra reencontra na próxima quarta o Peñarol, no Allianz Parque, contra quem jogou na fase de grupos da Libertadores no ano passado. O confronto será disputado às 21h45 e será válido pela terceira rodada do Grupo 5. "O Peñarol é uma equipe grande da América do Sul. Enfrentei no ano passado, nos demos bem, mas hoje em dia o futebol muda muito rápido. Nossa equipe está com muita confiança", avaliou.

Mesmo com o respeito ao tradicional adversário, Guerra considerou que o elenco palmeirense é forte o suficiente para sair vitorioso neste meio de semana. "Temos de demonstrar o nosso valor a cada partida porque não se joga com nome, no campo são 11 contra 11. O Palmeiras sabe respeitar os rivais, por isso tem ido bem nos campeonatos que está jogando."

Além do forte elenco, o venezuelano considerou a torcida como fundamental para o sucesso na quarta. "A torcida do Palmeiras sempre deu apoio. Em todo momento me apoiaram, mandaram mensagens, não só para mim como para toda a equipe. É uma torcida que apoia em todos os momentos da partida, e isso ficou muito claro contra o Jorge Wilstermann, quando fizemos um gol nos últimos minutos depois de todo o apoio que recebemos da torcida durante toda a partida."
(Com Agência Estado)

Leia mais