19 de outubro de 2017 - 17:20

Estudantes de Mato Grosso vencem a maior competição de educação profissional do mundo

Eles são de Rondonópolis e levaram duas medalhas, uma de ouro e outra de bronze

Lázaro Thor Borges

, da Redação

lazaro.borges@olivre.com

Senai-MT

Estudantes emirados arabes educação

Estudantes do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de Mato Grosso (Senai-MT) venceram nesta quinta-feira (19) um dos mais importantes torneios de educação profissional do mundo: a WorldSkills, cuja edição foi realizada este ano em Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos.

Thiago Lima, de 22 anos, Mateus Gomes e Willon Santos, de 21 anos cada um, venceram na modalidade Manufatura Integrada. A prova executada consiste na construção de um robô que coleta objetos em locais inóspitos. Todos os integrantes do trio são estudantes do Senai de Rondonópolis.

Além do ouro, a equipe da modalidade de Construção de Moldes para Concreto ficou com o bronze na categoria. Os jovens Matheus Costa e Mateus Santos são da Escola Senai da Constução, de Cuiabá. Todo o grupo da delegação mato-grossense treinou exaustivamente por mais de três anos, durante oito horas por dia.

“O que a gente treinou durante esse ano a gente conseguiu executar aqui. A emoção vai a mil, só que de qualquer forma a gente precisa de controle. Mas é emocionante estar numa competição do nível da WorldSkills e saber que nós estamos competindo com todos os outros países e que o Brasil está aqui para competir em alto nível e chegar na ponta”, comentou Thiago Lima.

Os estudantes venceram jovens de países que oferecem um ensino tecnológico e profissional de excelência, como China, Finlândia, Coreia do Sul e Rússia. Esta é a primeira vez que um equipe fora do estado de São Paulo vence na modalidade de Manufatura Integrada, na WordSkills.

Senai-MT

Estudantes emirados arabes educação

Na classificação geral de pontos, o Brasil ficou em segundo lugar e os estudantes medalhistas receberão um bolsa de estudos do Senai para cursar uma faculdade. A delegação brasileira ficou atrás apenas da Rússia e a frente da China e da Coréia do Sul. A competição contou com mais de 1200 jovens de 68 países. Na classificação das medalhas, o Brasil ficou em quarto, com 7 ouros, 5 pratas e 3 bronzes.

Todos estes resultados positivos deverão ser comemoradas na madrugada da sexta-feira para o sábado (21), quando amigos e familiares receberão os cinco vencedores no aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande. Ainda hoje em Abu Dabi os estudantes vão participar da festa de premiação e mais tarde embarcam para a viagem de volta.