10 de fevereiro de 2018 - 18:00

Esquiadora sueca leva 1º ouro em Pyeongchang; patinador é 1º coreano a triunfar

da Redação

, da Redação

Reprodução

Charlotte Kalla

Esquiadora sueca Charlotte Kalla se tornou neste sábado a responsável pela conquista da primeira medalha de ouro dos Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang

A sueca Charlotte Kalla se tornou neste sábado a responsável pela conquista da primeira medalha de ouro dos Jogos Olímpicos de Inverno de Pyeongchang, na Coreia do Sul. Ela triunfou na disputa do esqui cross-country na categoria 7,5km sprint + 7,5km esquiatlo ao terminar a prova com o tempo de 40min44s09.

A prata ficou com a norueguesa Marit Bjoergen, bicampeã olímpica desta categoria, que completou o percurso em 40min52s07, enquanto o bronze foi obtido pela finlandesa Krista Parmakosi, com 40min55s00.

Vencedora de uma prova de 10km estilo livre nos Jogos de Vancouver-2010, no Canadá, e de uma outra de revezamento 4x5km em Sochi-2014, na Rússia, Kalla também fez história ao se tornar a primeira atleta sueca do seu esporte a conquistar três ouros olímpicos, sendo que ela já acumula um total de seis medalhas na história da competição gelada.

Marit Bjoergen, por sua vez, aumentou o seu recorde absoluto de medalhas em Jogos Olímpicos de Inverno, nos quais agora acumula seis ouros, quatro pratas e um bronze.

Já o primeiro ouro conquistado por um competidor da casa nos Jogos de Pyeongchang veio neste sábado através do patinador de velocidade Lim Hyo-jun na prova dos 1.500 metros em pista curta, na qual garantiu a vitória com o tempo de 2min10s485.

O atleta sul-coreano superou por pouco o holandês Sjinkie Knegt, que faturou a prata ao completar a distância em 2min10s555. O bronze ficou com o russo Semion Elistratov, com 2min10s687, mas a medalha não pode ser computada para o seu país, pois a Rússia foi impedida de competir sob a sua bandeira por causa da suspensão aplicada pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) na esteira dos escândalos de doping envolvendo vários atletas da nação. No caso, Elistratov competiu sob a bandeira olímpica.

Essa é a terceira vez na história que um sul-coreano vence esta prova, sendo que os anfitriões poderiam ter um segundo medalhista desta disputa em Pyeongchang se Wang Dae-heon, outro candidato ao pódio, não tivesse sofrido uma queda a duas voltas para o final da prova. No acidente, o patinador da casa também derrubou o francês Thibaut Fauconnet quando os dois estavam no pelotão de frente.

(Com Agência Estado)