07 de dezembro de 2017 - 15:25

Felipe Araújo será atração principal do réveillon na Orla do Porto

Nesta quinta-feira, o cantor veio à capital fechar contrato para se apresentar no réveillon

Maria Clara Cabral

, da Redação

A virada do ano na capital será sertaneja e quem fará a contagem regressiva para 2018 é o cantor Felipe Araújo. Nesta quinta-feira (07), o irmão do falecido Cristiano Araújo veio à capital fechar contrato para se apresentar no réveillon da Orla do Porto. O evento faz parte da programação de fim de ano da Prefeitura de Cuiabá, que será realizado nos dias 30 e 31 de dezembro, com entrada gratuita.

Jovem revelação do sertanejo universitário, Felipe Araújo é de Goiânia e roda o país se apresentando aos fãs. Ele esteve em Cuiabá em outubro para um show no Parque das Águas, durante o evento "Bem Estar Global", da Rede Globo. Agora, o cantor retorna à capital através do produtor Rafael Vanuti.

“É um prazer se apresentar em Cuiabá, sempre sou muito bem recebido e fiquei feliz com o convite da prefeitura”, afirma Felipe. Ele ainda conta que o repertório que está sendo preparado para o show envolve seus grandes sucessos, como "A Mala em Falsa" e "Chave Cópia".

Reprodução

Reprodução

Felipe Araújo se apresenta no dia 31 de dezembro na Orla do Porto

Seguindo a proposta das comemorações de carnaval e aniversário de Cuiabá, a Orla do Porto receberá uma festa de réveillon nos últimos dois dias do ano. "A gente entende que a Orla do Porto é o local apropriado para grandes eventos, esperamos mais de 50 mil pessoas nestes dias", afirma o secretário municipal da SEC 300 Anos, Junior Leite.

Ele ainda reforça que, assim como a programação de Natal, o evento será totalmente financiado pela iniciativa privada, através de parcerias com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), com custo zero para a prefeitura que entra com a mão de obra e conta com o apoio do Governo do Estado e a Assembleia Legislativa.

A programação ainda está sendo fechada, mas, além do sucesso sertanejo como atração principal, o evento contará com atrações e ritmos regionais. "A ideia é valorizar nossa cultura e nossos artistas, colocar o lasqueado e o lambadão no palco que são nossas raízes", afirma o secretário.