22 de novembro de 2017 - 08:00

Estela Ceregatti é primeira mato-grossense a conquistar o Prêmio Grão

Ela foi descoberta via redes sociais. No sábado, é uma das atrações principais da cerimônia de entrega do prêmio

Lidiane Barros

, da Redação

lidiane.barros@olivre.com.br

Divulgação

Prêmio Grão Estela Ceregatti

Estela Ceregatti celebra as conexões com artistas nacionais e vê oportunidades para músicos locais

A compositora, cantora e multi-instrumentista, Estela Ceregatti, é a primeira mato-grossense a participar do Prêmio Grão de Música, que revela talentos da MPB brasileira. No sábado (25), ela será também, uma das atrações principais da entrega da premiação – ao lado dos músicos Áurea Martins e Calé Alencar. À ocasião, também recebe o troféu e os exemplares da coletânea que resultou da curadoria do projeto.

Prêmio Grão troféu
 

Estela foi descoberta pela idealizadora do Grão, Socorro Lira, via redes sociais. Como o prêmio busca identificar talentos da música brasileira de todas as regiões do país, a produtora buscava nomes que representassem o interior do Brasil, quando identificou o potencial da artista mato-grossense.

“Com este trabalho de mapeamento de artistas de todo o Brasil, ela acabou chegando ao meu trabalho. Conversamos muito e como ela quer se aprofundar nesta pesquisa de artistas regionais, me dispus a ajuda-la para as próximas edições do prêmio. Esta é a primeira vez que Mato Grosso está representado”, conta.

Idealizado por Socorro – que também é cantora e compositora - teve sua primeira edição em novembro de 2014 em cerimônia realizada em Salvador (BA). Os ganhadores e ganhadoras recebem um troféu criado pelo artista visual Elifas Andreato, uma escultura em bronze maciço apoiada sobre uma base de mármore. E participam da coletânea Grão de Música, um CD de canções prensado para fins, exclusivamente, promocionais; e disponibilizado para o público no formato digital através do sítio oficial na Web.

Foi idealizado para ser um espaço de valorização e divulgação de compositores, compositoras e intérpretes da música brasileira (gênero canção) de diferentes gerações, vinda de todas as regiões do país e cuja criação poética e musical contemple as características e sotaques locais, regionais e nacionais.

Prêmio Grão artistas

Artistas que integram esta edição

“Além disso, foi criado para oferecer à comunidade o acesso ao conteúdo das produções independentes de músicos e musicistas, cantores e cantoras, produtores e produtoras dos vários cantos do país, através de uma plataforma de conteúdo digital, da coletânea Grão de Música e de possíveis desdobramentos que possam vir a ocorrer como shows, turnês, divulgação na mídia, entre outros”, descreve a Socorro.

Estela conta que a produtora ouviu várias canções de sua autoria via SoundCloud – daí a importância de artistas cadastrarem seus trabalhos em plataformas de streaming. “Daí ela gostou bastante de Segundo Quarto, canção antiga, mas que eu fiz nova versão para o meu disco solo lançado neste ano, Ar”.

“É muito importante poder integrar um projeto como estes, um disco com outros 15 compositores com perfis diversificados e sonoridades peculiares de cada região. Não é só minha música que eu concebo com tanto amor, mas é a música do mato, de Mato Grosso. Que dialoga com os elementos culturais desta terra, de elementos que influenciaram muito minha sonoridade. Este é um momento muito interessante de inserção da música mato-grossense no cenário nacional”, finaliza Estela.

A artista acredita que este acontecimento pode abrir caminhos para ela, mas especialmente, para todos os compositores mato-grossenses. “Assim, vamos criando novas conexões com a música e personalidades de outras regiões do país”.

Confira como ficou a coletânea:

Prêmio Grão capa coletânea

GRÃO DE MÚSICA | 2017
01. Flor de Romã (Bartholomeu Mendonça) com Wilma Araújo
02. Não Nasci para o Amor (Juliano Holanda e Thiago Emanoel Martins) com Almério
03. Vasta Ilha (Ian Faquini e Mauro Aguiar) com Paula Santoro
04. Viola Quebrada (Mário de Andrade) com Cida Moreira
05. Cartão Postal (Joésia Ramos e Maria Cristina Gama) com Joésia Ramos
06. Bola no Bola (Vidal Assis e Hermínio Belo de Carvalho) com Áurea Martins
07. Pé de Crioula (Ana Paula da Silva e Sérgio Almeida) com Ana Paula da Silva
08. Negra (Calé Alencar) com Calé Alencar
09. Cunhantã (Zeca Torres, Aníbal Beça e Thiago de Mello) com Márcia Siqueira
10. Milonga Flor (Érlon Péricles) com João Triska
11. Corpo (Déa Trancoso) com Déa Trancoso
12. Açoite da Brisa Monte (Jânio Arapiranga) com Jânio Arapiranga
13. Os Desejos da Mulher (Mocinha de Passira) com Mocinha de Passira e Luzivan Matias
14. Noite de São João (Fred Martins e Alberto Caieiro) com Fred Martins
15. Segundo Quarto (Estela Ceregatti) com Estela Ceregatti

Leia mais