06 de agosto de 2017 - 14:30

Ainda sobre deixar o Brasil

Vivo nessa dúvida entre ficar no país natal ou voltar àquele lugar, os EUA, que me acolheu e onde me tornei mãe, esposa e me arrisquei em outras áreas profissionais

da Redação

pautas@olivre.com.br

Como escrevi aqui, vivo nessa dúvida entre ficar no país natal ou voltar àquele lugar, os EUA, que me acolheu e onde me tornei mãe, esposa e me arrisquei em outras áreas profissionais.

Ficar é estar perto da família, falar a língua que conhecemos desde o útero e permanecer onde estão nossas raízes.

Voltar é a oportunidade de uma nova história, com muitas possibilidades, mas com um custo altíssimo, principalmente emocional.

Em meio a essa busca de caminhos e respostas, eis que, durante a minha viagem de férias, tive a sorte de mergulhar no tema da imigração com um livro que deve ser lido por todos aqueles que pensam em mudar de país ou mesmo entender como é a vida nos EUA, tanto da elite quanto de imigrantes ilegais.

Aqui estão os sonhadores, é uma obra de ficção da escritora camaronesa Imbolo Mbue, que, se não viveu parte do que está descrito ali, conhece quem viveu de perto.

A história é sobre Jende Jonga, um imigrante ilegal, que luta para vencer naquele que ele considera o melhor país do mundo. Jonga consegue um emprego com Clark Edwards, um alto executivo da Lehman Brothers, a instituição financeira que entrou em colapso na crise de 2008.

Os caminhos das duas famílias de universos totalmente diferentes se cruzam e você conhecerá de perto seus dilemas. Verá, por exemplo, que a mentira e o sacrifício não escolhem cor, nacionalidade ou classe social. Verá o preço que pagamos por nossos sonhos e valores. E, certamente, se perguntará: até onde vale a pena?

A leitura permitirá entender que atos ilegais não são exclusivos de imigrantes. E a burguesia fede, como já dizia Cazuza, também nos EUA.

Eu me identifiquei muito.

Mesmo nunca tendo sido ilegal, sei como é ser estrangeira. As pessoas te julgam pelo sotaque, desconhecem a localização geográfica de seu país de origem, não se importam por você estar longe de tudo o que lhe é conhecido, inclusive sua família.

Ler esta obra é um convite à reflexão sobre o modus operandi da sociedade dos Estados Unidos, tanto de quem está no topo quanto de quem é excluído. Mesmo que você entre em outro país pela porta da frente, com toda facilidade e segurança, numa mais olhará um imigrante ilegal da mesma maneira depois de conhecer o primeiro romance de Imbolo Mbue.

 

Assinatura Debora Nunes