08 de setembro de 2017 - 10:19

Como harmonizar vinho e comida com perfeição

Há diversos tipos de uvas e cada uma delas guarda uma combinação perfeita com os pratos certos

Ana Cristina Sucolloti

, da Redação

Para muitos, apreciar um bom vinho é uma arte e harmonizá-lo com o prato certo, é ter a chance de torna-lo uma obra-prima.

É nessa hora que aparecem algumas dúvidas sobre como fazer essa combinação da melhor forma possível. Há algumas pequenas regras a serem seguidas e um pouco de bom senso.

Por isso trazemos hoje algumas dicas para que irão facilitar a sua próxima escolha e poderão te surpreender.

Harmonização de Vinhos Espumantes:
Os espumantes são um tipo de vinho feito com dupla fermentação: uma natural igual a todos os tipos de vinho e uma segunda onde surge a perlage (as famosas borbulhas).Também conhecido como o vinho das boas-vindas, o coringa das harmonizações e também o escolhido para os coquetéis e comemorações.

Combinações possíveis com espumantes:
Brut: Combina com entradas, saladas, grelhados leves e peixes. Muito utilizado acompanhando aperitivos e frutos do mar. É também um dos poucos que harmonizam perfeitamente com sushi e outros pratos à base de peixe cru.

Demi Sec: Harmoniza muito bem com sobremesas, doces e frutas. Sua leve acidez combina perfeitamente com o sabor adocicado das sobremesas. Pode também combiná-lo com grelhados leves e peixes.

Prosseco: Combina com canapés, aperitivos, saladas, peixes e comida japonesa. Comumente servido em festas e celebrações.

Champagne: O mais famoso dos espumantes, o champagne é o astro das festas e celebrações pelo mundo todo. Um bom champagne harmoniza muito bem com todos os tipos de queijo, canapés, foie gras.

Harmonização de Vinhos Brancos:
O vinho branco é o escolhido em estações quentes como o verão e também em lugares de calor intenso, como nosso Estado de Mato Grosso.

Entre todos os tipos de vinhos, é aquele servido em temperaturas mais baixas, podendo ser colocado em baldes de gelo, o que gera maior frescor no paladar.

Combinações possíveis com vinhos brancos:
Sauvignon Blanc: Harmoniza muito bem com aperitivos, queijos suaves, comida asiática, carne de porco, aves, massas com molhos suaves, salmão e frutos do mar.

Riesling: Muito utilizado em coquetéis, harmoniza perfeitamente com aperitivos, sanduíches, comida asiática. Também com churrasco, carne de porco, aves, atum, mariscos, frutos do mar e frutas e sobremesas.

Chadornnay: Combina perfeitamente com queijos suaves, queijos fortes, sanduíches, carne de porco. Também com carne de ovelha, massas com molhos encorpados, salmão, atum, mariscos e frutos do mar.

Harmonização de Vinhos Tintos:
O vinho tinto é o tipo de vinho mais consumido no país (e no mundo).
Por ser, em geral, um vinho mais encorpado, acaba servido com pratos suculentos e também muito associado a dias frios.

Existem, no entanto, vários tipos de uvas e estilos de vinhos tintos, alguns mais leves e aromáticos, servidos mais resfriados; outros mais estruturados e tânicos, perfeitos para carnes e pratos gordurosos. Confira:

Cabernet Sauvignon: Combina muito bem com queijos fortes e carnes vermelhas, como a de cordeiro (uma harmonização clássica), por exemplo.

Pinot Noir: Harmoniza perfeitamente com queijos leves, carnes vermelhas magras, carne de porco, aves, carneiro, massas com molhos encorpados, atum, salmão e frutos do mar.

Merlot: Reconhecido pelo seu sabor marcante, combina com todos os tipos de queijo, churrasco, ovelha. Perfeito para churrasco de carnes vermelhas (como um bom entrecôte ou um bife ancho), massas com molhos encorpados e aves.

Malbec: Foi adotado como o vinho oficial do churrasco no Brasil. Perfeito com um bom corte de picanha. A suculência da carne empresta frescor ao vinho que, com sua potência, ajuda a “quebrar” as fibras da carne. Um clássico.

Beaujolais: Esse vinho é um coringa no mundo dos tintos, pois possui leveza e harmoniza com diversos pratos, entre eles: aperitivos, queijos leves, sanduíches, carnes vermelhas, carne de porco, comida asiática, massas leves, aves, salmão, frutos do mar, frutas e sobremesas.

E não nos esqueçamos da frase célebre de Jean-Anthelme Brillat-Savarin, um dos inventores do que hoje conhecemos como a gastronomia francesa: “Uma refeição sem um vinho ao lado é como um dia sem os raios de sol". Saúde!