06 de outubro de 2017 - 09:58

Harmonização de vinhos com o Chef Erick Jacquin!

A principal regra do mundo das combinações de vinhos é que há muitas variáveis que orientam todo o processo

Ana Cristina Sucolotti

, da Redação

Definitivamente, quando falamos sobre harmonização de prato e vinho, nada é absoluto. Qualquer resposta vai sempre iniciar com um “depende”. Desde a forma do cozimento dos alimentos passando pelos temperos e até mesmo o acompanhamento do prato. Mas se alguma coisa se aproxima do absoluto em termos de harmonização é que frutos do mar casam com vinho branco, certo?

Vou ter que ser a primeira a aderir à minha própria teoria: depende.

Se afunilarmos um pouco mais, chegando nos moluscos, mais especificadamente a vieira, sairemos do campo do “depende”. Agora sim, não há dúvida, estamos falando de harmonização com vinhos brancos.

No nosso caso, estamos falando de uma harmonização pra lá de especial, pois além de ser um prato muito refinado, as vieiras foram preparadas pelo Chef Erick Jacquin, o mesmo que apresenta com muita habilidade o programa exibido pela TV Cidade Verde/BAND, o Masterchef.

Em sua passagem por Cuiabá, o chef deu uma Aula Show para uma plateia de 700 pessoas. Fiquei encarregada de harmonizar vinhos para os pratos preparados pelo chef.

A estrela foi a viera com emulsão de baunilha. Seu sabor muito particular tem um toque de doçura. Sua textura é extremamente delicada, e esse é o ponto nevrálgico de sua preparação.

Como sommelier, fui pesquisar a mais perfeita harmonização para este prato. Nesse processo, encontrei o Chablis, vinho branco da região da Borgonha, um dos melhores do mundo; e para ficar ainda melhor, um dos preferidos do chef Jacquin.

A escolha foi aprovada e degustada pelo Chef durante o evento.

O vinho estava na temperatura correta, por volta dos 10 graus, foi aberto 20 minutos antes do evento começar. Estava com todas as características que um bom Chablis deve ter: mineralidade, estrutura e frescor.

Outra opção para o prato seriam os vinhos aromáticos, o destaque vai para o rei dos brancos, o Riesling. Ele está bem escoltado por: Gewürztraminer, Muscat, Viognier, Arneis, Vermentino, Gavi di Gavi, Grüner Veltliner e Torrontés.

Saúde!

O Livre

Mini biografia Ana Cristina Sucolotti