15 de setembro de 2017 - 07:49

Conheça o melhor dos vinhos uruguaios

A uva Tannat é a estrela do país. Ela é originária da França, mas hoje é o Uruguai que produz os melhores rótulos do mundo

Ana Cristina Sucolotti

, da Redação

Nós, aqui no Brasil, temos a vantagem de estarmos bem perto do Uruguai, país de muitas belezas e sabores. O país apresenta um panorama de forte evolução na qualidade e variedade de seus vinhos, vinhedos, produtores e regiões.

Os vinhedos uruguaios estão no paralelo 35º - como algumas das melhores regiões produtoras do mundo. Há bastante intensidade de sol, como nos outros países produtores da América do Sul, mas o clima é um pouco mais frio e marítimo, dada a influência do Oceano Atlântico e as correntes e ventos frios da Antártida. Isso proporciona frescor e mineralidade ao sabor dos vinhos.

A principal estrela uruguaia é a uva Tannat,  trazida originalmente da região do Madiran, no sudoeste da França. Mais de um século de adaptação garantiu a essa uva características próprias, que levam a vinhos mais macios, concentrados e cheios de fruta. Os uruguaios, hoje, fazem o melhor Tannat do mundo e conseguiram domar muito bem essa uva rústica e tânica.

Em relação à saúde, os médicos recomendam uma taça de vinho por dia para o bom funcionamento cardiovascular, e a Tannat é a uva mais indicada para ser consumida diariamente, já que possui um número alto de resveratrol, um antioxidante importante que faz muito bem ao corpo. Então, se é para escolher um vinho uruguaio, vá de Tannat!

A Tannat ocupa 44% da extensão de vinhedos no Uruguai. Mas há, entre os tintos, ótimos Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Pinot Noir e Merlot. Entre os brancos, bons Chardonnays, Viognier e Torrontés.

Quanto às regiões produtoras, a maior parte da atividade vinícola está no sul do país. Montevidéu (Maldonado) e Canelones são as regiões de maior destaque e detém a maior parte de toda a produção de vinhos uruguaios. Outros centros do país são San José e Colônia del Sacramento, sendo que essa ultima recebeu reconhecimento da UNESCO como patrimônio histórico da humanidade.

Como, além de trazer um pouco da história de cada vinho, a proposta desta coluna é ajudar a enriquecer tanto o seu conhecimento da área quanto a sua adega, segue uma pequena relação de alguns uruguaios que não podem faltar no seu caminho:

- ALTO DE LA BALLENA CETUS TANNAT
- YSERN ROBLE - TANNAT/TANNAT
- CARRAU RESERVA TANNAT
- DE LUCCA RESERVA FINCA LA ANTONELLA
- BOUZA MERLOT
- ESTANCIA LA CRUZ JANO TANNAT
- PISANO CISPLATINO TANNAT

Deguste um bom Tannat uruguaio com carré de cordeiro ou com um corte de carne alto e suculento, como o bife de chorizo. Essas são harmonizações perfeitas!

Saúde!!

 

Mini biografia Ana Cristina Sucolotti