12 de agosto de 2017 - 06:49

Maggi confirma retirada de componente da vacina contra aftosa

Gabriele Schimanoski

, da Redação

gabriele.schimanoski@olivre.com.br

Reprodução

Abscessos boi

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Blairo Maggi, confirmou a retirada da saponina - componente da vacina contra a aftosa que é o possível causador de abcessos na carne de bovinos. A confirmação foi dada durante viagem a Lucas do Rio Verde (distante 350 km de Cuiabá) nesta sexta-feira (11).

A reacão à vacina levou os Estados Unidos a suspender a importação da carne in natura do Brasil no fim de junho. No mês seguinte, Maggi chegou a realizar uma missão ao país na tentativa de reabrir o mercado, mas não teve sucesso.

O embargo a carne in natura brasileira permanece e a alteração na fórmula da vacina é uma das medidas para tentar reconquistar o mercado. Alteraçoes na fiscalização dentro da linha de produção nos frigoríficos também fazem parte do plano de retomada. 

Maggi afirmou que as doses da vacina serão reduzidas de 5 ml para 2,5 ml, conforme o LIVRE havia antecipado em  22 de junho.

“Não é uma questão de saúde humana, mas de apresentação. O Brasil é livre de aftosa com vacinação, o que significa que não podemos exportar para um país livre sem vacinação qualquer tipo de carne com osso”, explicou.

A medida, segundo o ministro, é preventiva e revelou que fez um convite para uma inspeção veterinária de técnicos dos EUA no Brasil. A previsão é que essa visita ocorra no fim deste mês.

Leia mais