10 de outubro de 2017 - 11:51

Inscrições para concurso do Mapa vão até dia 16 de outubro

São oferecidas 300 vagas para veterinários para o cargo de auditor fiscal federal, com salário R$ 14.584,71

da Redação

pautas@olivre.com.br

Ednilson Aguiar/O Livre

 frigorífico carne

Encerram-se no próximo dia 16 as inscrições para o concurso destinado à contratação de 300 médicos veterinários para o cargo de auditor fiscal federal agropecuário (AFFA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). Os candidatos deverão ter concluído o curso de medicina veterinária e terem registro ativo nos conselhos regional ou federal da categoria (CRMV e CFMV, respectivamente).

As inscrições deverão ser feitas somente pela internet. A taxa de inscrição é de R$ 120. A prova objetiva, composta de 70 questões, terá valor de 120 pontos e será realizada em 26 de novembro. A prova de títulos valerá no máximo dois pontos. A prova discursiva (redação) terá peso de 100 pontos. A redação será aplicada em 7 de janeiro de 2018.

As vagas são divididas da seguinte maneira: 225 para ampla concorrência; 15 para pessoas com deficiência e 60 para a cota de pessoas negras, conforme prevê a Lei 12.990/14.

As provas serão realizadas nos 26 estados do país e no Distrito Federal.

O resultado do concurso está previsto para até 13 de abril de 2018 e será divulgado no Diário Oficial da União.

O salário inicial dos auditores fiscais será de R$ 14.584,71 e a jornada de trabalho, de 40 horas semanais.

A organização do concurso está a cargo da Escola de Administração Fazendária (Esaf). O edital número 59 pode ser acessado no endereço www.esaf.fazenda.gov.br .

Consulte o edital.

01 Comentário(s)

BRUNO MARX - 11.10.2017

"15 para pessoas com deficiência e 60 para a cota de pessoas negras, conforme prevê a Lei 12.990/14" Nosso país está cada dia pior! Como pode uma pessoa, por ter mais melanina, ter preferência em vagas de um concurso? Isso é achincalhar, falta de bom censo e respeito, contra um deficiente. Já não sou a favor de cotas e ainda dar mais vagas para um pessoa negra do que para um deficiente! Respeito a todos já!