13 de julho de 2017 - 16:21

Estado reduz ICMS do boi em pé para 4%

Medida visa dar fôlego à pecuária, que está em crise devido a escândalos e fechamento de importantes mercados

Gabriele Schimanoski

, da Redação

gabriele.schimanoski@olivre.com.br

Ednilson Aguiar/O Livre

Pecuária Criação de Gado

 

Passados 15 dias do anúncio feito pelo governador Pedro Taques, a alíquota do ICMS para o envio de gado bovino para o abate em outros estados foi reduzida de 9% para 4%. A mensagem enviada pelo Estado ao Legislativo foi aprovada na noite desta quarta-feira (12).

A redução do imposto seria uma alternativa para dar fôlego ao setor da pecuária que tem sido afetado por investigações, escândalos e o fechamento de importantes mercados consumidores da carne brasileira. Mato Grosso é um dos estados mais atingidos, pós delação dos irmãos Batistas devido à forte presença do grupo JBS no estado. A desvalorização no preço na arroba do boi já chega a 10% e hoje grande parte dos pagamentos aos pecuaristas estão sendo feitos a prazo.

A redução será temporária e atende a uma demanda antiga da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), que luta por zerar a alíquota. Em entrevista anteriores, o ex-secretário de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Ricardo Tonzyck, falou que zerar o imposto é impossível devido a situação econômica estadual.

Para o presidente da Acrimat, Marco Túlio Duarte Soares, a redução do ICMS contribui para que o produtor possa buscar mercados mais valorizados. “O problema é maior e mais delicado do que a questão tributária, mas, neste momento, ter opção é essencial para garantir o direito de vender e é isso que a redução da alíquota possibilita”.

Segundo Taques, a crise é nacional e não uma situação pontual do estado. “Estamos com diferentes frentes de trabalho para fomentar a cadeia da carne”, alegou. Entre as ações, afirma Taques, está o estímulo para a reabertura de plantas frigoríficas e a divulgação da qualidade da carne mato-grossense com o trabalho do Imac, o primeiro Instituto de carne no país.

Leia mais