03 de agosto de 2017 - 07:00

Colheita do algodão chega a 25% em Mato Grosso

Área cultivada é de 617 mil hectares, onde devem ser produzidas 987 mil toneladas

Gabriele Schimanoski

, da Redação

gabriele.schimanoski@olivre.com.br

Ednilson Aguiar/O Livre

algodão, colheita

A colheita do algodão chegou a 25,18% da área total destinada à fibra em Mato Grosso. O avanço foi de 8,29% na última semana, segundo dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

A área cultivada passa dos 617 mil hectares, onde devem ser produzidas 987 mil toneladas, um recorde que deve superar em cerca de 100 mil toneladas a safra passada.

Produtividade
Apesar da menor representatividade no cultivo do algodão, a região Nordeste segue adiantada em relação às demais, com 51,44% da área colhida. Na sequência, estão as regiões Sudeste (30,41%), Centro-Sul (25,46%) e Médio-Norte (25,05%). Em relação à safra passada, a colheita segue atrasada em pelo menos 16%.

Em relação à produtividade, os números são melhores. No Médio-Norte, produtores estão colhendo entre 220 e 280 arrobas por hectares. Já no Sudeste, existem produtores que registraram produtividade de até 300 arrobas por hectare.

Segundo o Imea, a produtividade média desse ciclo deve ficar 14% acima do ano anterior, quando foram colhidas 96 arrobas por hectares, ante as 107 previstas para este ano. O que contribuiu para este cenário foi a redução na incidência de pragas, segundo o etimologista Walter Jorge dos Santos, especialista no tema.

Em recente entrevista ao LIVRE, ele citou Mato Grosso como exemplo a ser seguido no combate de pragas, o que contribui de maneira significativa para a melhora na produtividade. “A presença do bicudo é baixa, e isso fará toda diferença nas próximas safras, baixando os custos e a aplicação de defensivos”, citou.

Leia mais