05 de maio de 2017 - 11:40

Ufa!

da Redação

O procurador-geral do Estado, Rogério Gallo, demonstrou alívio com a assinatura do termo de ajustamento de conduta entre governo e Ministério Público, que flexibilizou os prazos para o Estado regularizar o Parque Estadual Serra de Ricardo Franco. “Era uma espada de R$ 100 mil por dia sobre a cabeça do secretário”, disse, referindo-se à multa prevista na ação judicial, que acabou suspensa com o acordo. “Os prazos eram inexequíveis”, acrescentou, em entrevista à Rádio CBN.

 

Confira Também:

Veja mais