08 de janeiro de 2018 - 13:21

Ponte de Ferro à deriva

O secretário Francisco Vuolo quer apurar a responsabilidade pelo abandono e danos aos cofres públicos

Tchélo Figueiredo

ponte de ferro balneário

O secretário municipal de Cultura, Esporte e Turismo, Francisco Vuolo, determinou a instauração de processo administrativo para apurar a responsabilidade sobre o abandono do Centro de Animação Turístico Balneário Coxipó Jurumirim – Ponto de Ferro, além de avaliar os danos causados aos cofres públicos.

O primeiro chamamento público do complexo composto de restaurantes, quiosques, restaurante/bar, estacionamentos para exploração comercial e Centro de Atendimento ao Turista – CAT, foi realizado na gestão Mauro Mendes, na época da Copa do Mundo da Fifa de 2014.

Segundo a responsável pela empresa que ganhou o primeiro chamamento, ela ganhou, mas o contrato não foi concretizado. Depois disso, novos chamamentos foram realizados - sem que houvesse interessados em explorar o local.

Confira Também: